Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
16/09/13 às 14h51 - Atualizado em 13/11/18 às 14h39

Orquestra Sinfônica: Programa especial de abertura do Festival de Cinema

COMPARTILHAR

A Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro apresenta nesta terça (17/09) concerto especial na abertura do 46º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro.

Com regência do maestro Claudio Cohen, a apresentação terá como convidado o solista austríaco Benjamin Schmid.

Programa:

Erich Wolfgang Korngold – Concerto em Ré Maior, Op. 35, para Violino e Orquestra

I-Moderato Nobile
II-Romance
III-Allegro assai vivace

Erich Korngold compôs o seu concerto para violino em 1945. Trata-se de uma obra bastante apropriada para abrir um festival de cinema, pois o compositor dedicou grande parte da sua carreira à composição de música para filmes. Foi vencedor do Oscar de 1939 pela melhor Trilha Sonora Original composta para o filme “As Aventuras de Robin Hood”, dirigido por Michael Curtis e William Keighley.

Na verdade, Korngold havia prometido a si mesmo não mais compor nada, além de música para cinema enquanto Hitler não fosse derrotado. Com Hitler derrotado e a Segunda Guerra definida, Korngold cumpriu a sua promessa e voltou a criar obras para as salas de concerto.

O Concerto em Ré Maior para Violino foi a primeira obra de impacto dessa nova safra, iniciada em 1945. A obra foi composta sob influência e insistência do seu amigo e violinista Bronislaw Huberman.

Korngold tinha uma ideia um tanto austera de que compositores de filme eram artistas de menor valor, que tinham vendido sua alma para Hollywood. No entanto, o próprio compositor era muito magoado pelo discurso de alguns críticos de que seus trabalhos eram executados tão somente porque ele era filho do influente crítico musical Julius Korngold.

O Concerto para violino foi uma oportunidade de demonstrar vitalidade e alto domínio composicional. A obra foi dedicada a Alma Mahler, viúva do grande maestro e compositor Gustav Mahler, que foi um dos mentores de Korngold, especialmente durante a sua infância.

A obra foi estreada em março de 1947, pelo legendário violinista Jascha Heifetz, acompanhado da St Louis Symphony Orchestra, regida pelo maestro Vladimir Golschmann e foi muito bem recebida pela crítica e pelo público.

Benjamin Schmid

Natural de Viena, Benjamin Schmid ganhou a competição Carl-Flesch em Londres, onde também conquistou os prêmios Mozart, Beethoven, entre outros.

Apresenta-se nos palcos mais importantes do mundo com renomadas orquestras, como a Filarmônica de Viena, Orquestra Filarmônica de Londres, Filarmônica de Petersburgo, Orquestra Concertgebouw de Amsterdã, Orquestra Filarmônica de Rotterdam e Orquestra Tonhalle de Zurique.

Sua qualidade de solo e extraordinária variedade de seu repertório, além de suas habituais obras de concertos para violino de Hartmann, Gulda, Korngold, Muthspiel, Szymanowski, Weill, Lutoslawski e Schönberg, e principalmente suas habilidades de improvisação em jazz, fazem dele um violinista de perfil incomparável.

Ele realiza seus concertos em um violino “Guyot” – Stradivarius de 1700.

Seus 40 CDs foram premiados com o Deutschen Schallplattenpreis, Echo Klassik Preis, Grammophone Editor’s Choice e o Strad Selection. Também foram gravados vários filmes sobre Benjamin Schmid e televisionados para o mundo, os quais confirmam sua marcante personalidade artística.

Em 2006 recebeu o “Prêmio Internacional de Arte e Cultura” de sua cidade Salzburg, onde ele vive com sua esposa, a pianista Ariane Haering, e seus quatro filhos. Atua como professor no Mozarteum em Salzburg e dá master classes na Universidade de Berna.

Em junho de 2011, a convite da Filarmônica de Viena, Benjamin Schmid apresentou o concerto para violino de Paganini / Kreisler em “Noite de Concertos de Verão”, o qual foi televisionado, e gravado em CD e DVD pela Deutsche Grammophon Gesellschaft.

Em 2013, Benjamin Schmid foi premiado novamente com o “Preis der Deutschen Schallplattenkritik”, pela gravação do Concerto para Violino Op. 26 de Ermanno Wolf Ferrari com Friedrich Haider e a Filarmônica Oviedo.

SERVIÇO:

Evento: Concerto em Ré Maior, Op. 35, para Violino e Orquestra – Erich Wolfgang Korngold

Solista: Benjamin Schmid (violino)

Regente: Cláudio Cohen

Dia: 17 de setembro de 2013 

Hora: 20h30 – Abertura do 46º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro

Local: Sala Villa Lobos do Teatro Nacional Claudio Santoro

Entrada: Só para convidados

Informações: 3325 6232 / 3325 6171