Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/02/13 às 14h56 - Atualizado em 13/11/18 às 14h38

Orquestra Sinfônica inaugura série de concertos 2013 com pianista português

COMPARTILHAR

A sala Villa-Lobos do Teatro Nacional Claudio Santoro ficou pequena para o público que foi assistir ao concerto inaugural da Orquestra Sinfônica em 2013.

A grande atração da noite, além dos músicos da Orquestra, foi o pianista português Pedro Burmester. Trazido pela embaixada de Portugal, que comemora o ano daquele país no Brasil, e pelo Instituto Camões, o solista apresentou peças do alemão Robert Schumann compostas no período conhecido como romantismo, com destaque para a primeira, feita especialmente para a mulher, Clara Schumann. “É uma obra muito atrativa para o público, muito melodiosa.”

Também fizeram parte do programa, a abertura da Ópera “O Amor Industrioso”, de João de Sousa Carvalho, compositor e músico português do século XVIII, e 3 Episódios Sinfônicos, de Ney Rosauro.

Burmester disse ter ficado muito feliz por voltar a Brasília após vinte anos. Ele defendeu um estreitamento ainda maior de laços culturais entre Portugal e Brasil.
Quem também manifestou alegria com a volta da música clássica ao Teatro Nacional foi o maestro Claudio Cohen. À frente da Orquestra Sinfônica, ele garante que em 2013 vai popularizar ainda mais os concertos, levando os músicos para tocarem em espaços públicos e nas cidades satélite.

Claudio Cohen elogiou o músico português: “É um pianista da máxima importância e é um prazer tê-lo abrindo essa temporada.”
Segundo o maestro, além de Portugal, o público de Brasília vai poder ver a Alemanha, a Áustria, o Concerto Europeu, o Festival de Ópera, Ballet, enfim, “uma temporada muito vibrante.”

Para a próxima terça-feira (26/02) a atração será o maestro João Carlos Martins.

Sobre o pianista – Nascido na cidade do Porto, Pedro Burmester começou a tocar aos 10 anos de idade e, desde então, já realizou mais de 1000 concertos solo, com orquestra e em diversas formações de música de câmara, no seu país de origem e por todo o mundo. Ainda muito novo, foi premiado em diversos concursos internacionais.