Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/03/20 às 10h00 - Atualizado em 28/03/20 às 10h04

Orquestra Sinfônica grava mensagem de união na luta contra o coronavírus

COMPARTILHAR

Em isolamento, músicos gravam música de Michael Jackson, pedindo a cura do mundo

 

Os músicos da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro (OSTNCS) se uniram para superar o isolamento determinado para conter o avanço no novo coronavírus (Covid-19). Integrantes do corpo da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) usaram a linguagem universal da música para transmitir ao mundo uma mensagem de união. 

 

Regidos pelo maestro Claudio Cohen, 22 músicos fizeram soar trompas, trompetes, tuba, clarinetas, flautas, oboé, violinos, violoncelos, contrabaixo, harpa e percussão para declarar, em delicado vídeo nas redes sociais, seu lugar em favor da vida e da esperança.

 

“A ideia de produzir esse vídeo foi espontânea dos músicos, com o objetivo de passar uma mensagem de conforto nestes tempos de isolamento social, além de mostrar a nossa capacidade de trabalho mesmo que separados em nossas casas”, explica Cohen. Além de reger o grupo, ele aparece tocando violino.

 

 

Os músicos interpretam um arranjo da música de Michael Jackson (1958-2009) “Heal the World” (Cure o mundo, de 1991, tradução livre) feito pelo trompista da Sinfônica Ellyas Lucas Souza e Veiga. Ele também responde pela edição do vídeo para as redes sociais. O músico usou o programa Sony Vegas para juntar virtualmente os colegas, cada um tocando de casa. “Eu não tenho nenhum curso em edição, mas faço umas brincadeiras gravando”, relata.

 

Ellyas conta que a proposta da gravação começou no grupo de WhatsApp da orquestra. “Queríamos interagir de alguma maneira e então decidimos escolher essa música do Michael Jackson, que retrata um pouco do momento que estamos vivendo. Escrevi o arranjo e enviei para os colegas gravarem, depois foi só juntar tudo”, explica. “Além de nos aproximarmos como músicos, quisemos mandar uma mensagem de conforto para a sociedade, pois a música tem esse poder de unir as pessoas, emocionar e transmitir paz, mesmo em momentos difíceis como o que atravessamos”, reforça.

 

Lilian Raiol, violinista da OSTNCS há 15 anos e desde 2016 no cargo de spalla (o primeiro violino, responsável pela afinação da orquestra), comenta a experiência: “Recebemos as partes junto com um áudio que serviu de base para afinação e tempo, a fim de estarmos todos no mesmo pulso, mesmo estando longe”. O resultado são três minutos de confortante interpretação, em que artistas surgem concentrados, ligados por seus fones de ouvido, a mesma expressão de compaixão. 

 

Sobre a música executada pela formação da Sinfônica com cordas, sopros, percussão e harpa, Lilian considerou-a “muito apropriada para este momento. Esperamos transmitir uma mensagem de esperança pra todos que nos ouvirem”. 

 

No texto em inglês, o ídolo pop deixou o legado de sonhar com um mundo melhor para a raça humana, “pois há gente morrendo e nos importamos com isso”. Um sentimento que reverbera na cabeça mesmo depois que o último acorde congela no vídeo e aparece a mensagem da OSTNCS para seu fiel público: “estamos unidos pela música para ajudar a salvar vidas”.

 

Assista ao vídeo da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro. Ele também está disponível no perfil oficial da Secec no Instagram: @sececdf