Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
16/04/12 às 12h35 - Atualizado em 13/11/18 às 14h37

Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional – Temporada Oficial 2012

COMPARTILHAR

Nesta terça-feira dia 17/04/2012 a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro fara um concerto em homenagem ao violoncelista Antonio Guerra Vicente que completou 70 anos neste ano.

Guerra Vicente é um grande mestre do violoncelo e foi o responsável pela formação varias gerações de violoncelistas em Brasília e no Brasil, profissionais que estão hoje pelo mundo atuando em orquestras, como solistas e ainda como professores universitários e de outras instituições.

Será também prestada uma homenagem aos 150 anos de nascimento do compositor Claude Debussy.

No programa serão apresentadas as seguintes obras: Sinfonia no. 27 em Sol Maior k.199 de- W.A.Mozart; Concerto Duplo (cello e violino) – de Wellington Gomes, tendo como os solistas Ludmila Vinecka ao violino e Antônio Guerra Vicente ao violoncelo; Clair de Lune de Claude Debussy; e fechando o programa: Suíte do Ballet “O Pássaro de Fogo” de Igor Stravinsky.

CONCERTO PARA VIOLINO, VIOLONCELO E ORQUESTRA

O Compositor assim descreve a sua obra:

“É uma obra composta a partir de uma variedade de elementos musicais, tanto na dimensão harmônica quanto na rítmica. Os elementos harmônicos aqui apresentados, não estão limitados a um mundo sonoro tradicional, aquele da música tonal, apenas. Os aspectos tonais e atonais giram em torno dos gestos musicais à procura de um equilíbrio na inter-relação entre estes. Assim como esta harmonia, os elementos que compõem a estrutura rítmica também são elaborados a partir de uma mistura entre aspectos rítmicos do chorinho, da música afro-brasileira, do recitativo tradicional ocidental e do jazz”.

É dedicado aos músicos Ludmila Vinecka e Antônio Guerra Vicente.

WELLINGTON GOMES é Doutor em Composição pela Universidade Federal da Bahia. Atualmente é professor de Composição, Licenciatura e Estruturação Musical, atuando na Graduação e no Programa de Pós-graduação (Mestrado e Doutorado) da Escola de Música da Universidade Federal da Bahia, onde também ocupou o cargo de Vice-Diretor nos anos de 2003 e 2004. Suas obras têm sido executadas por diversas orquestras e conjuntos no Brasil, Alemanha, Polônia, Noruega, Dinamarca, França, Espanha, Itália, Suíça e Estados Unidos.

PROGRAMA:

Sinfonia no. 27 em Sol Maior k. 199- W.A.Mozart

Concerto Duplo (cello e violino) Wellington Gomes

Solistas: Guerra Vicente (violoncelo) e Ludmila Vinecka (violino)

Homenagem – A. Guerra Vicente (70) anos

Clair de LuneC. Debussy

Firebird SuiteIgor Stravinsky

Regente: Claudio Cohen

SERVIÇO:

Evento: Concerto da OSTNCS

Dia: 17 de abril de 2012 – terça-feira – Hora: 20h00

Local: Sala Villa Lobos do Teatro Nacional Claudio Santoro

Entrada: Franca

Maiores informações: 33256232/33256171

ANTONIO GUERRA VICENTE

NOME: ANTONIO DE PADUA GUERRA VICENTE

NOME ARTÍSTICO: ANTONIO GUERRA VICENTE

CIDADE: BRASÍLIA

FONE: (61) 3577 1765

E-MAIL: guerrent@terra.com.br

Natural do Rio de Janeiro

Violoncelista, professor, arranjador e empresário do setor fonográfico.

Bacharel em violoncelo, pela Escola de Música da Universidade do Brasil (atual UFRJ), classe de Iberê Gomes Grosso, onde obteve, também, o prêmio Medalha de Ouro.

De 1964 a 1968 fez aperfeiçoamento no Conservatório Nacional Superior de Música de Paris, classe de André Navarra, onde ingressou por concurso.

De 1968 a 1971 foi violoncelista da Orquestra Sinfônica Brasileira, do Rio de Janeiro.

Foi membro fundador do Conjunto Ars Barroca, do Rio de Janeiro.

Foi membro do Conjunto Música Nova, da Bahia.

É fundador da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro, de Brasília.

De 1972 a 1998, foi professor da Universidade de Brasília, onde implantou o Curso de violoncelo.

Apresentou-se, como solista e camerista em 31 países das Américas, Europa e Ásia.

Tem participação direta em 13 LPs e 20 CDs, gravados para os selos Chantecler, Festa, Philips, CBS, Basf, RBM, GLB e Comep.

Foi professor nos Festivais de Brasília, Ouro Preto, Campos do Jordão, Londrina, Curitiba, Juiz de Fora, São João del Rei, Bahia e João Pessoa.

Em 1987, representou oficialmente o Brasil, em Sofia, Bulgária, durante as comemorações do centenário de nascimento de Villa-Lobos.

Foi membro do júri do Concurso Aldo Parisot, em Campos do Jordão.

É, também, membro fundador do Trio de Brasília e do Quarteto de Brasília, com o qual recebeu os prêmios: Sharp de música, OK de Cultura, Carlos Gomes e Prêmio Brasil de Excelência.

É comendador da Ordem do Mérito Cultural do DF

{gallery}galerias/orquestra_sinfonica_tn{/gallery}