Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/06/19 às 16h31 - Atualizado em 10/06/19 às 16h34

Oficinas de educação patrimonial movimentam o Espaço FeliB na 35ª Feira do Livro

COMPARTILHAR

Programação promovida pela Secec ressalta a importância da educação patrimonial como instrumento de preservação de práticas culturais e bens materiais.

 

Durante a 35ª Feira do Livro de Brasília, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal (Secec) preparou uma programação especial. O estande, de iniciativa da Subsecretaria do Patrimônio Cultural, movimentou o primeiro fim de semana do evento com oficinas e atividades que valorizam a identidade, memória e pertencimento da população do Distrito Federal.

 

De acordo com o subsecretário do Patrimônio, Cristian Brayner, a valorização do patrimônio cultural está diretamente ligada ao trabalho de conscientização. “É em razão disso que a programação do nosso espaço está dedicada à educação patrimonial de nossos jovens, crianças e população em geral”, declara.

 

Na sexta-feira (07), o espaço recebeu turmas escolares para a contação de histórias indígenas, com a presença do líder indígena, Kamuu Dan Wapichana, autor do livro O Sopro da Vida.

 

O sábado (08) foi marcado pela narração ao vivo de histórias de candangos, atividade coordenada pela professora Karolline Pacheco, do projeto “Territórios Culturais”, no Museu Vivo da Memória Canganga. A oficina destacou as experiências cotidianas dos candangos, na análise do momento histórico da construção de Brasília e contou com a presença da personagem Maria Bonita do Cerrado e pioneiros da Vila Planalto Delfini e Arquimar.

 

Fechando o fim de semana, no domingo (09) o estande da Secec recebeu o professor do Setor Leste Luiz Guilherme Baptista, do “Re(vi)vendo Êxodos – Um Projeto Que Caminha”, que coordenou uma roda de conversa sobre a importância dos projetos culturais pedagógicos nas atividades escolares. A programação foi encerrada com a apresentação cultural de Capoeira Angola do Grupo Formigueiro do Mercado Sul.

 

As atividades de educação patrimonial no espaço Felib ocupado pela Secec estão programadas para toda a Feira, que vai até o dia 16 de junho. As oficinas acontecem todos os dias, nos turnos matutino, vespertino e noturno.

 

Confira aqui a programação na íntegra.

Leia também...