Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/02/21 às 10h08 - Atualizado em 17/02/21 às 16h19

Nota de Pesar//Francisco Maia (Fecomércio)

COMPARTILHAR

Ascom/Secec
17.02.21
09:00:01

 

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa lamenta a morte de Francisco Maia, 71 anos, presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Distrito Federal (Fecomércio/DF) e dos conselhos do Sesc, Senai e Instituto Fecomércio. Chico Maia, como era chamado pelos amigos, morreu, na madrugada desta quarta-feira (17.02), em decorrência de complicações da Covid-19.

 

Entusiasta da relação entre comunicação, cultura e turismo, Chico Maia comandava a instituição desde janeiro de 2021, cuja gestão foi marcada pela “humanização”. O mandato iria até julho de 2022.

 

“Esse é um momento de solidariedade. Penso diariamente: Como é que as pessoas vão sobreviver?”

Chico Maia

 

Cheio de projetos (a Secretaria de Cultura e Economia Criativa estava no rol de parcerias), Chico Maia apostava no empreendedorismo. Uma das propostas em curso era a de inaugurar um complexo cultural próximo a Ponte JK, com teatro e áreas de exposições.

 

“A cultura de Brasília deve muito a esse verdadeiro empreendedor que, com visão revolucionária, sempre apoiou os artistas do Distrito Federal. Tínhamos projetos para desenvolver juntos e mantínhamos uma estreita colaboração, sempre pensando em inovar”, conta o secretário, Bartolomeu Rodrigues, lembrando que Chico Maia trabalhava como se soubesse que o tempo era curto. “Como que não pudéssemos deixar os sonhos para o amanhã.”

 

Chico Maia chegou a Brasília aos 13 anos. Natural de Teresina (PI), passou a infância em São Luís (MA). Jornalista de formação na Universidade de Brasília (UnB), com passagens em diversos veículos de comunicação do DF, desenvolveu o talento de empreendedor nas áreas de audiovisual e hotelaria.

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Cultura e Economia Criativa
e-mail: comunicacao@cultura.df.gov.br