Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/04/12 às 14h27 - Atualizado em 13/11/18 às 14h37

Nota de pesar da Secretaria de Cultura do Distrito pelo falecimento de Luís Eduardo Resende – Mais conhecido como Resa

COMPARTILHAR

res20120401204847950998u

Resa, “NO MÍNIMO O MÁXIMO”.

A Secretaria de Estado da Cultura do Distrito Federal se solidariza com a  família e com os muitos amigos pelo falecimento do artista Luís Eduardo Resende. Mais conhecido como Resa era multimídia – poeta, designer gráfico e artista plástico. Faleceu na noite de sábado, em Brasília, aos 56 anos, e foi cremado neste domingo.

Resa foi fundador, editor e programador visual da revista Bric a brac. O artista sofria de câncer de fígado e deixo sua esposa e dois filhos.

Resa, “NO MÍNIMO O MÁXIMO”.

Esta foi a frase gravada na coroa de flores enviada por  amigos.
Resa se foi de mansinho. Ele sabia que ia partir e pediu que na sua despedida, os mais chegados  festejassem. Que não houvesse choro nem vela, mas poesia, samba e rock and roll.

Foi feita a sua vontade.  Ninguém parou de cantar, declamar e dançar em seu velório. 
Suas cinzas serão espalhadas numa praia carioca.

Em maio próximo, para atender um desejo do artista e da torcida do Flamengo, o Museu Nacional organizará uma exposição de sua ultima produção, que aborda a ideia do livro objeto, 

A Secretaria de Estado da Cultura do Distrito Federal, solidariza-se  com a  família e com os muitos amigos do genial  criador, que escolheu Brasília como a cidade para viver e produzir.