Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
16/12/13 às 17h20 - Atualizado em 13/11/18 às 14h39

Museu Nacional sedia lançamento de livro sobre bonequeiras

COMPARTILHAR


O evento será realizado amanhã, 17, às 19 horas, com entrada franca

Ao longo de três anos, a pesquisadora Macao Goes e a fotógrafa Graça Seligman mapearam o trabalho de artesãs bonequeiras em vários estados brasileiros. O resultado da pesquisa está reunido no livro Que boneca é essa – corte e recorte de mestras brasileiras que será lançado pelo Instituto Terceiro Setor, na próxima terça-feira, 17, às 19 horas, no Museu Nacional da República.

“Este trabalho mostra como é forte a referência da boneca de pano no interior do país”, explica a autora Macao Goes.

A obra apresenta 79 perfis de senhoras entre 45 e 90 anos — do interior dos estados de Goiás, Pernambuco, Paraíba, Ceará, Piauí e Rio Grande do Norte — que têm como ofício a arte de fazer bonecas de pano.

São avós, mães, madrinhas que, desde a infância, manuseiam com habilidade e criatividade pedaços de tecidos — retalhos, trapos, restos de chita e de renda – que se transformam em brinquedos para crianças ou são usadas pelas costureiras para guardar alfinetes, entre outras utilidades.

Da produção artística complementam o orçamento familiar ao mesmo tempo em que garantem a preservação dessa importante tradição artesanal.

Sobre as autoras

Macao Goes, nascida no Rio Grande do Sul, há muito tempo vive em Brasília. Construiu sua trajetória profissional nas áreas de educação e cultura, com formação acadêmica na área de Artes Plásticas da Universidade Federal de Santa Maria (RS). Em seguida, especializou-se em Planejamento e Gestão de Políticas Culturais na UnB. Desde 1979, publica trabalhos com a temática da cultura popular e faz palestras sobre o tema do brinquedo artesanal.

Entre 1989 a 1992, presidiu a Associação Ibero-americana para o Desenvolvimento e Comercialização do Artesanato do Cone Sul (Aideca). Em 2010, foi presidente do Conselho de Cultura, da Secretaria de Cultura do Distrito Federal. Hoje, é consultora autônoma e pesquisadora.


Ao longo dos anos, criou a Coleção Macao Goes – brinquedos artesanais, composta de 1.600 peças, com um currículo de 20 exposições no Brasil e na Espanha. A coleção foi adquirida em 2009 pelo Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura.

Graça Seligman, também nascida do Rio Grande do Sul, vive hoje entre São Paulo e Brasília. Trabalhou por mais de dez anos como jornalista em vários jornais brasileiros. Atualmente, dedica-se inteiramente à fotografia. Em 2009, lançou Luminárias Fotográficas, trabalho que vem realizando desde então. É autora do livro Ousadia em Imagens, em parceria com Beatriz Vilela, editado pelo Instituto Terceiro Setor (Coleção Arte em Brasília – Cinco Décadas de Cultura, 2012).

Foi diretora do Museu da Imagem e do Som, em São Paulo, de 2004 a 2007. É uma das fotógrafas do livro Oscar Niemeyer – 100 anos, editado pelo Instituto Tomie Ohtake, em 2008; é fotógrafa do livro Cidades do Brasil – Brasília, com texto da jornalista Eliane Cantanhede, editado pela Publifolha.


Realizou, em 2008, a exposição individual Brasília – Além da Modernidade, no Instituto Brasil-Itália (Milão). Em 2010, realizou a exposição China, um olhar estrangeiro, no Museu Nacional, do Conjunto Cultural da República.

Serviço:

Lançamento do livro Que boneca é essa – corte e recorte de mestras brasileiras, de Macao Goes e Graça Seligman

Dia: 17/12/2013 – terça-feira
Horário: 19 horas
Local: Museu Nacional (Conjunto Cultural da República – Esplanada dos Ministérios)
Informações: 3321-9922
Classificação livre, entrada franca.