Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/02/20 às 18h05 - Atualizado em 2/03/20 às 11h43

Montadas reúnem multidão no Setor Bancário Norte e passam mensagem de inclusão a afetividade

COMPARTILHAR

Público dá exemplo de dispersão tranquila

 

Montadas, o Bloco da Diversidade, lotou o polo do Setor Bancário Norte no domingo (23), demonstrando mais uma vez que Brasília tem uma cena LGBTI capaz de brincar Carnaval e fazer política ao mesmo tempo.

 

“O que explica o nosso sucesso é que este é o bloco do amor, da inclusão e da diversidade”, diz “Mary Gambiarra”.  “É a diversidade que nos torna iguais em nossa humanidade”, sentencia.

 

A drag queen e diretora geral do bloco, “Ruth Venceremos”,  explica que As  Montadas foram idealizadas pelo coletivo de artistas transformistas de Brasília em 2018, sendo esta a terceira edição do grupo no Carnaval.

 

“A grande inspiração do bloco é o universo drag, uma arte transformadora que nasceu e segue pulsando forte como elemento criativo e de luta da comunidade LGBTI”, explica Ruth. Ao final da apresentação de ontem, ela fez questão de agradecer o Fundo de Apoio à Cultura (FAC), da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec). “Aqui tem dinheiro público sim, o que mostra a importância de políticas afirmativas por parte do Estado”.

 

“Somos 32 blocos LGBTI em Brasília este ano. Não podemos ser tratados como minoria. Aqui tem gente de 16 a 60 anos. Nossa participação na sociedade não é pequena. Aos sairmos montados nas ruas mostramos que temos coragem de ser o que queremos ser”, pontua Mary.

 

A coordenadora administrativa do bloco, Carol Cortez, valoriza a dimensão da arte e da economia criativa envolvidas em torno das Montadas. A chamada Art Drag passa por moda, maquiagem, figurino e performance. “A drag tem uma persona, uma caracterização, um discurso”, explica. “Contratamos este ano mais de 20 transsexuais para trabalhar conosco”, emenda Mary.

 

O bloco encerrou as atividades no palco do Setor Bancário Norte às 20h30 para que houvesse tempo de sobra para uma dispersão tranquila. Ruth gritou ao microfone para a multidão: “posso contar com vocês?”.

 

Ela explica que “faz parte da tradição das Montadas, por meio das apresentadoras, entre uma performance e outra, falar com os foliões da importância de fazer um carnaval seguro, com responsabilidade, e promover uma folia com respeito, além de desenvolver campanhas educativas antes e durante e depois, recomendando segurança no trânsito, uso de camisinha e lixo no lixo entre outros.