Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/08/17 às 21h57 - Atualizado em 13/11/18 às 15h07

Lugar de Cultura vai valorizar patrimônio do DF

COMPARTILHAR

Programa fortalece rede de espaços culturais públicos com investimentos em infraestrutura, gestão e programação

A Secretaria de Cultura consolida uma série de ações continuadas para a valorização e a preservação do patrimônio da cidade com o lançamento do Lugar de Cultura, realizado nesta terça (29/8), às 17h, no Memorial dos Povos Indígenas. O programa, instituído por meio de decreto, conceitua os espaços culturais independentes e públicos como uma grande rede.

“No marco dos 30 anos da declaração de Brasília como Patrimônio Cultural da Humanidade, há muito o que se celebrar, mas também é um momento de reflexão sobre nossa responsabilidade diante do bem público e, principalmente, de ação”, destaca o secretário de Cultura, Guilherme Reis. “O Lugar de Cultura propõe significativos avanços para a recuperação e fortalecimento dos espaços culturais, desde a execução de obras fundamentais a um pensamento mais moderno de gestão e sustentabilidade”, completa.

Dentre as iniciativas da Secretaria de Cultura, por meio do programa, estão a publicação do edital de chamamento de organização da sociedade civil para parceria na gestão do Memorial dos Povos Indígenas (MPI); do edital para a instalação de um café no Cine Brasília; e o lançamento da portaria e do edital de chamamento público para a ocupação do Centro de Dança, cuja reforma será concluída em outubro deste ano.

Previsto na Lei Orgânica da Cultura (LOC), em tramitação na Câmara Legislativa do DF, o Lugar de Cultura está organizado em três eixos: infraestrutura (manutenção, recuperação e preservação dos espaços), gestão (modelos para o melhor funcionamento do equipamento público, prevendo participação social) e programação (sensibilização de novos públicos, fomento e ações continuadas).

Financiamento

Na perspectiva de fortalecimento dos espaços culturais, o Lugar de Cultura coloca como elemento central a diversificação dos modelos de financiamento público e privado da cultura, incluindo Fundo de Apoio à Cultura (para fomento à programação), Lei de Incentivo à Cultura do DF, Lei Rouanet e patrocínio direto.

Os espaços culturais independentes, que integram a rede, dispõem em 2017 de mais de R$ 5 milhões em fomento à programação e manutenção, por meio de chamamentos públicos (emendas parlamentares, orçamento direto e linhas de apoio do FAC). “Não podemos perder de vista que os espaços independentes, junto com os equipamentos públicos, formam uma rede única para promoção, exibição e circulação da arte no DF, por isso é vital o fomento a estes espaços, que desempenham papel importante na vida cultural do território”, ressalta a secretária-adjunta interina, Mariana Soares.

Teatro Nacional

O Lugar de Cultura também apresenta passos importantes para a viabilização da reforma do Teatro Nacional Claudio Santoro. Por meio de parcerias com o Instituto Euvaldo Lodi (IEL/Fibra) e com o Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (Unops), o Governo de Brasília conseguiu garantir o fracionamento do projeto de reforma do Teatro, para que não precise permanecer fechado por todo o período da obra, que será iniciada ainda no final deste ano, além de oferecer um estudo de viabilidade de parceria público privada. O resultado desta primeira fase de execução do projeto prevê a reabertura da sala Martins Penna em 2018.

Ainda no cronograma de 2017, em setembro, a Secretaria de Cultura lançará edital de seleção de organização da sociedade civil parceira, para realizar o processo de captação de recursos por meio da Lei Rouanet, visando o financiamento da obra da sala Martins Penna. Em novembro será reinaugurado o Foyer da Sala Villa-Lobos, para abrigar mostras, saraus, lançamentos literários, e outras atividades culturais.

Lugar de Cultura – O que vem por aí

Agosto

– Edital de chamamento para adequação dos espaços, projeto e execução de projeto expográfico e plano de ocupação do Memorial dos Povos Indígenas

Setembro

– Abertura do acesso de carros ao Conjunto Cultural da República pela Esplanada dos Ministérios (Biblioteca Nacional e Museu Nacional)

– Reinauguração da Biblioteca Pública de Brasília

Outubro

– Início das obras do Museu de Arte de Brasília (MAB)

– Inauguração do Centro de Dança do DF

Novembro

– Lançamento de edital de ocupação do Espaço Cultural Renato Russo

– Inauguração da maquete interativa do Plano Piloto e reabertura da Pira da Liberdade

Dezembro

– Início das obras do Teatro Nacional Claudio Santoro pela Martins Penna

Março de 2018

– Inauguração do Espaço Cultural Renato Russo

Lugar de Cultura – Outros destaques

– Impermeabilização e pintura da fachada do Museu Nacional

– Revitalização do sistema de climatização do Panteão da Pátria

– Revitalização dos elevadores da Biblioteca Nacional

– Lançamento de chamamento público para ocupação da Concha Acústica

– Lançamento de chamamento público para ocupação da Galeria Athos Bulcão

– Ações de sensibilização de públicos para crianças e jovens na Casa do Cantador, com Projeto Hip Hop e aquisição de livros para a Biblioteca de Cordel.