Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/07/16 às 15h16 - Atualizado em 13/11/18 às 14h50

Lançada a plataforma Mapa nas Nuvens

COMPARTILHAR

Serviço on-line permite criação e localização de ações, agentes e espaços culturais

A cartografia do Distrito Federal já está no ar. A partir de hoje, qualquer cidadão terá a chance de criar um ponto georreferenciado que mostra a localização de espaços, agentes ou ações culturais, além de incluir informações sobre datas e horários de eventos no Mapa nas Nuvens. A plataforma on-line foi lançada nesta quinta (30) no anexo do Museu Nacional. Para acessá-la basta entrar em www.mapa.cultura.df.gov.br. Uma parceria da Secretaria de Cultura com o Instituto TIM e o Observatório de Economia Criativa da UnB (Obec), o mapa marca o começo de um processo para pensar a cultura de Brasília de forma mais abrangente.

“Com o lançamento desta ferramenta, a gente passa a ter um instrumento onde os produtores culturais, os artistas e os espaços podem se conectar e divulgar suas ações organicamente. Isso tudo, com o tempo, se transformará num grande mapa onde poderemos ver onde que a cultura acontece no Distrito Federal. A partir daí, vamos colocar o resultados dos editais mapeados e em seguir poderemos mensurar a economia criativa para transformar e qualificar a forma como fazemos política pública”, conceitua o secretário de Cultura, Guilherme Reis.

O governador Rodrigo Rollemberg participou do lançamento da plataforma e conclamou a comunidade cultural e os comunicadores da cidade para que usem este serviço – totalmente gratuito. “Fico muito feliz em ver uma ferramenta como essa, um instrumento para formulação de políticas públicas feito com grandes parcerias para atender à nossa comunidade cultural”. Depois de assistir a uma apresentação sobre o funcionamento do software, Rollemberg reforçou que o governo trabalha para a recuperação dos equipamentos públicos, como o Espaço Cultural Renato Russo, e disse que conta com a ajuda da população no uso da cartografia. “Precisamos da sociedade para nos ajudar a monitorar e fomentar essas políticas públicas.”

Também participaram do lançamento da plataforma o presidente do Instituto TIM, Manoel Horacio; o diretor do Museu Nacional da República, Wagner Barja; a secretária adjunta de Cultura, Nanan Catalão; o presidente da Companhia de Planejamento de Brasília (Codeplan), Lucio Rennó; a colaboradora do governo Márcia Rollemberg; a subsecretária de Patrimônio Cultural da Secretaria de Cultura, Ione Carvalho, e a coordenadora de Formulação de Políticas Culturais da pasta, Lívia Frazão.