Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/08/19 às 19h00 - Atualizado em 21/08/19 às 11h33

Jornadas regionais discutem preservação do patrimônio e preparam encontro distrital

COMPARTILHAR

Agosto é o mês do patrimônio cultural, e a Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) realiza jornadas regionais sobre o tema em parceria com a Secretaria de Educação do DF e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Hoje foi a vez de encontro no Centro Interescolar de Línguas (CIL) do Gama, com participação de 70 educadores.

 

Eles tiveram momentos de troca de experiências no campo da educação patrimonial e participaram de oficina de inventário participativo. Compartilharam experiências e levantaram lugares e práticas culturais que precisam ser valorizados como, por exemplo, o Cine Itapoã e o Parque Vivencial do Gama.

 

“O inventário é uma ferramenta de educação patrimonial que pretende, a partir de diálogo e mobilização social, identificar as referências culturais – modos de viver, celebrações, lugares com caráter afetivo – que marcam a memória a identidade de grupos diversos”, explica Rayane Chagas Silva, pedagoga lotada na Subsecretaria do Patrimônio Cultural da Secec.

 

Pesquisador do assunto, o professor de Língua Portuguesa Bruno de Alves Borges, coordenador intermediário da Unidade de Educação Basica (Unieb) do Gama, explica que o “inventário dá muitos frutos e proporciona muitos processos que reforçam vínculos de pertencimento a partir do levantamento de narrativas, com depoimentos da cultura oral, fotos e documentos dos entornos das escolas”.

 

Nessa pesquisa, diz ele, surgem questões étnico-raciais, de gênero e a educação patrimonial mostra sua capacidade de suscitar uma permanente ressignificação dos sentidos. “Os significados dos bens culturais mudam, né?”, provoca.

Taguatinga (22/8), Sobradinho (27) e Brasília (29) serão as próximas paradas das jornadas regionais preparatórias de um grande evento em setembro (12 e 13) no Espaço Cultural Renato Russo, com palestra sobre identidade, memória e pertencimento e mesas redondas para discutir preservação do patrimônio a partir de interfaces da Cultura com a Educação.

Leia também...