Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
9/02/12 às 11h32 - Atualizado em 13/11/18 às 14h36

Império do Guará: Ganhar o carnaval é uma questão de educação

IMPÉRIO DO GUARÁ GANHAR O CARNAVAL É UMA QUESTÃO DE EDUCAÇÃO

“Ô abre-alas, que eu quero passar…”

Não. Não é com a famosa marchinha de Chiquinha Gonzaga que a Império do Guará, nome popular da Império do Cerrado, pretende arrebatar júri e público quando entrar no ceilambódromo no dia 19 de fevereiro pelo grupo de acesso.

A Império do Guará promete impressionar, sim, mas com outro abre-alas. O carro que dará o pontapé no desfile será uma das grandes surpresas dessa escola que foi fundada como bloco carnavalesco no dia 26 de dezembro de 1988 ou há treze anos.

Pelo menos é o que promete o presidente Mário Santos. Óbvio que ele não revela o segredo, mas garante que os jurados vão se impressionar. Segundo Mario Santos, a expectativa para ganhar o carnaval é a melhor possível. Tanto que brilho nas fantasias e animação não vão faltar.

O carro abre-alas não vem sozinho. Com ele, o apelo de um enredo que está sempre na pauta dos debates políticos, sociais e econômicos: “Educação: escola de A a Z”.

Com ele, a Império do Guará vai apresentar as primeiras palavras escritas por José de Anchieta em solo brasileiro até a informatização promovida pelo fenômeno Globalização, que, segundo o conceito do enredo, quebra tabus tanto nos regimes liberais quanto nos mais radicais.

Participação nos carnavais

Em 1989, apresentou-se pela primeira vez na avenida. Neste carnaval, conquistou a sexta colocação.

Em 1990, o Império do Cerrado, já como bloco carnavalesco reconhecido pela associação, obteve o quarto lugar.

Em 1991, o Império do Cerrado arrematou novamente a quarta colocação dos Blocos.

Em 1992, o Império do Cerrado obteve sua melhor colocação como bloco carnavalesco, terceiro lugar.

Em 1995 deixa de ser bloco e passa integrar o grupo das Escolas de Samba.

Em 1996, a Império do Cerrado concorrendo pela primeira vez como escola de samba junto com as tradicionais, obteve a terceira colocação.

Em 1997 a escola ficou em sétimo lugar.

Em 1998, a Império conquistou a terceira colocação.

Em 1999, a Império do Cerrado obteve a sexta colocação com a mesma pontuação da Bola Preta de Sobradinho.

Em 2000, o Império do caiu para o segundo grupo das escolas de samba do DF.

Em 2002, a Império voltou para o grupo especial para o ano seguinte.

Em 2004, com a perda de 20 pontos por ter se apresentado com dois carros alegóricos quando o regulamento exigia três, a agremiação desceu para o 2º grupo.

Em 2005, participou do desfile do segundo grupo com uma excelente apresentação obtendo a segunda colocação permanecendo no segundo grupo para o desfile de 2006.

Em 2006, com a participação dos membros da entidade obteve a primeira colocação. Foi a Grande Campeã do Carnaval 2006.

Em 2010, ficou em segundo lugar do grupo de acesso.

Em 2011, mais uma vez ficou em segundo lugar.