Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
8/05/14 às 17h36 - Atualizado em 13/11/18 às 14h45

Igreja São Geraldo no Paranoá será reinaugurada neste sábado

COMPARTILHAR


P
atrimônio histórico do DF, a igreja recebeu investimento de R$ 282 mil



A Igreja São Geraldo, no Paranoá, vai reabrir as portas neste sábado (10), às 14h, após quase uma década fechada. A estrutura foi erguida em 1957 e tombada, em 1993, pelo decreto 15156/93. Em 2005 precisou ser demolida por conta do estado de degradação, restando apenas as antigas escadas.

O projeto de restauração recebeu o investimento de R$ 282 mil, com os quais a edificação foi reerguida, recebendo piso de cimento, paredes novas, estruturas elétrica e de incêndio e toda a infraestrutura necessária. A preocupação era em manter o projeto original já que a igreja é patrimônio histórico e cultural do DF.

A construção está localizada no Parque Vivencial do Paranoá, numa área de 198,45 m². A igreja é a segunda mais antiga do DF e durante 34 anos a única do Paranoá.

A reinauguração acontece durante o programa GDF Junto de Você, que entre os dias 9 e 11 de maio vai atender aos moradores do Itapoã, Paranoá e Varjão. Na ocasião, serão oferecidos serviços básicos de atendimento, palestras, diálogos entre lideranças locais e oficinas perto de casa. Além disso, unidades do Na Hora, Procon Móvel, Escola do Consumidor, Carreta da Mulher, BRB, Polícia Civil, Polícia Militar e Secretaria da Mulher também vão estar presentes para atender a população.

Mais reinaugurações

No dia do trabalhador (1°/05), a população da Candangolândia recebeu a igreja São José Operário totalmente restaurada. Para a reforma foram investidos R$ 324,3 mil. O espaço ganhou uma torre para sino; calçadas reconstruídas; pisos novos; estruturas elétricas e de incêndio refeitas; forro refeito; além de terem as paredes e o telhado recuperados com tábuas mais resistentes ao desgaste natural provocado pelo tempo.

Em outubro de 2013, o GDF entregou a restauração da igreja São Sebastião, no Setor Tradicional de Planaltina. A igreja foi construída por escravos em 1890 e tombada em 1982 pelo Patrimônio Histórico e Artístico do DF. A obra custou R$ 516 mil, pagos pelo Fundo de Desenvolvimento Urbano do DF – Fundurb.