Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/06/14 às 22h25 - Atualizado em 13/11/18 às 14h49

Hino de vitória ressoa na capital

COMPARTILHAR

Torcida se concentrou perto do estádio mais de sete horas antes do jogo


Os gritos de guerra ecoaram cedo nos ares do Estádio Nacional Mané Garrincha. Antes das 10h da manhã, Uma partida extra-oficial já havia começado na capital do Brasil na manhã desta segunda-feira (23). Um dos bancos de concreto, da Praça da Torre de TV, era o gol das crianças que brincavam de bola.

O pequeno brasiliense Igor Arifa, 9, aproveitou o sol para andar de skate com os pais Junnius, 42, e Luciana Arifa, 40. “Vim me divertir aqui e também jogar bola”, contou Igor. Ele entrou com a seleção colombiana na disputa contra a Costa do Marfim, no dia (19/6). “É muito legal a sensação no estádio. Achei emocionante”.

A vibração da torcida brasileira perambulava com vuvuzelas pela feira de artesanato, em busca dos últimos acessórios para complementar o traje verde e amarelo. A preparação para a disputa foi regada com a tradicional tapioca, água de côco, pipoca e cerveja.

A cabeleira do Neymar era comum entre os amigos. Até o sósia do personagem Zé Bonitinho desfilou nas pistas do Eixo Monumental, com as cores da bandeira da pátria.

A Inframérica estimou uma movimentação no Aeroporto Juscelino Kubitschek 16% maior em relação ao primeiro dia de jogo da Copa do Mundo da FIFA 2014™ – pelo menos 47 mil passageiros passaram lá.

A grávida Patrícia Danniele, 28, veio com o marido Bruno Lepesqueur, 32, de Unaí (MG). “Foi a primeira partida do bebê”, disse Lepesqueur.. Os goianos Laura Geraldini, 26, e Marcos Gomes, 29, chegaram ao estádio cinco horas antes do jogo. “Para sermos os primeiros da fila”, informou Laura.