Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/04/21 às 17h03 - Atualizado em 24/04/21 às 22h44

Gira Cultura dedica o domingo à performance, teatro e dança

COMPARTILHAR

Texto e edição Guilherme Lobão (Ascom Secec)

24.4.21

17:00:00

 

A programação deste domingo (25)  do I Festival Gira Cultura DF vai fazer um giro pelas múltiplas linguagens das artes cênicas. Teatro, música, dança e recital poético. Dentre os vídeos do dia, selecionados por meio de edital pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal (SececDF), também constam videoclipe musical e uma vigília cultural, ambos também contemplando uma atmosfera cênica.

 

O Gira Cultura ocorre até o dia 30 de abril, com apresentação de 61 vídeos artísticos de agentes culturais cujos projetos foram fomentados pela secretaria em diversas linhas de políticas culturais.

 

 

 

“No Gira Cultura, temos a chance de expandir ainda mais este projeto, dando mais força a todo cenário cultural do DF. Ter o apoio da Secretaria de Cultura neste momento mostra que, sim, Brasília ainda respira cultura”,

Thaywan Gustavo, diretor artístico da Vigília Cultural

 

Leia Mais

Mostra Brasília 61 celebra o cinema da capital

Gira Cultura DF capacita e debate políticas culturais

Videos de diversas linguagens vão compor o Festival Gira Cultura DF

Multicultural, Festival Gira Cultura celebra 61 anos de Brasília

 

Às 9h, o público poderá assistir o espetáculo “Cria”, da atriz e diretora Ana Flávia Garcia. A peça conta o percurso de duas mulheres que, por um infortúnio do destino molecular e das mutações das dimensões físicas, se deparam com a transitoriedade no espaço e no tempo e transitam e migram entre lugares e formas diferentes.

 

Às 11h e depois às 17h, a diretora Clarice Cardell apresenta dois projetos voltados para a primeira infância. No primeiro horário, “O Farol” é destinado a crianças de 0 a 5 anos. Com acessibilidade em Libras, como parte da obra, o espetáculo é uma fábula feminina sobre mãe e filha, com protagonismo de Fernanda Cabral, da Cia. Studio Sereia, que alterna a atuação ao vivo do teatro com fragmentos cinematográficos da peça.

 

De tarde, “Grão Jetê” usa a linguagem da videodança para propiciar aos pequeninos um mergulho na poesia corporal provocada por sonoridades e movimentos, trazendo temas como a identidade corporal, o mundo das cores, os animais, a maternidade, a comida, as formas geométricas, ou jogos lúdicos sonoros ou de perseguição se materializam através da colaboração com diferentes bailarinos.

 

Na faixa das 14h, o grupo As Caixeiras Cia. de Bonecas apresenta o espetáculo  “Cabeças Vorazes”, inspirado no mito indígena “A Cabeça Voadora”, comum aos povos da região do Rio Guaporé, na Amazônia Brasileira. A peça conta a história de um homem e de uma mulher que todas as noites dormem abraçados na rede. De madrugada, a cabeça da mulher se desprende de seu corpo e voa para malocas de aldeias distantes, à procura de comida. Antes do amanhecer, a cabeça da mulher volta e cola em seu corpo outra vez. Era assim todas as noites. Mas, numa dessas madrugadas, o inesperado acontece e a partir daí a vida do casal não será mais a mesma…

 

No fim da tarde, às 18h, vai ao ar o videoclipe musical dirigido pelo cineasta Gustavo Serrate, Vem Pra Cá. Ele apresenta o universo criado pela música de Paulo Lessa a partir do encontro dos personagens Bruna e João, que se conectam através da atmosfera circense. Ele malabarista e ela com seu bambolê.

 

Em seguida, o ator, dramaturgo e poeta Adeilton Lima apresenta o vídeo “Sempre Diga Eu te Amo da Boca pra Dentro”. Trata-se da transposição de textos poéticos do próprio artista para um recital/Solo, a partir de seu primeiro livro de poemas, lançado em 2016 e que até então estava inédito no palco.

 

A noite dominical encerra-se com uma grande celebração da diversidade artística no projeto Vigília Cultural Online, realizado no início do ano. “No Gira Cultura, temos a chance de expandir ainda mais este projeto, dando mais força a todo cenário cultural do DF. Ter o apoio da Secretaria de cultura neste momento mostra que, sim, Brasília ainda respira cultura”, reconhece o diretor artístico Thaywan Gustavo.

 

Com apresntações musicais e cênicas, a Vigília foi registrada no Recanto das Emas, com mais de 50 atividades originalmente. “Com a chegada da pandemia podemos ver que a população brasilienses ficou quase que totalmente carente de cultura local”, relata Thaywan. Para ele, apesar do baque sofrido pelo setor cultural, foi possível restabelecer contato com o público. “Tivemos mais de 24 horas de live ininterrupta, com mais de 50 artistas convidados e apresentações das mais diversas áreas culturais, indo desde conto de historias, passando por poesia, ioga, dança, batalha de MCs, músicas regionais e batalhas de break”, detalha.

 

Mostra Brasília 61

 

Além dos 61 vídeos, o Festival Gira Cultura DF abarca a Mostra Brasília 61, que traz um potente recorte do audiovisual feito na cidade. A exibição será procedida de mesas de debates no site da Secec, discutindo temas como cinema, gênero e memória.

 

A mostra exibe hoje (25/4) sua última sessão, que pode ser assistir online até as 20h de amanhã. Terão sido exibidos, ao longo de quatro dias, quatro longas e cinco curtas que representam uma diversidade de produções com temática relacionadas a Brasília e ao Distrito Federal.

 

“Selecionamos filmes que revelam olhares sensíveis da contemporaneidade. Reunimos aqui um conjunto de olhares que nos ajudam a refletir sobre o futuro que desejamos construir para Brasília e para o Brasil”, resume o gerente e programador do Cine Brasília, Rodrigo Torres, que assina a curadoria da mostra com Newton Lima.

 

Hoje o público poderá acompanhar, às 15h, a Mesa Gira, com o debate acerca de cinema e gênero, a partir do curta “O Mistério da Carne”, de Rafaela Camelo, e “Maria Luiza”, de Marcelo Díaz, com participação da personagem-título do documentário sobre a primeira militar transgênero das Forças Armadas.

 

PLAY MOSTRA BRASÍLIA 61

Assista aos filmes

 

Uma programação extensiva de oficinas e mesas vai capacitar agentes culturais e debater eixos da política cultural da Secec. A programação é um painel imersivo nas principais políticas culturais da Secec e envolve as principais áreas fins, como as subsecretarias. Toda a programação paralela será transmitida pela Secec, dentro do Festival Gira Cultura DF, que comemora os 61 anos de Brasília.

 

Confira a Programação completa

 

 

25/4

 

 

 

09h

 

Cria – Projeto de Ocupação do Complexo Cultural de Planaltina

Teatro

16 anos

 

11h

O Farol [Peça-Filme para bebês]

Teatro

Livre

 

14h

Cabeças Vorazes

Teatro

12 anos

 

15h – Mesa Gira

 

 

Mostra Brasília 61 – Cinema e gênero

Debate com os realizadores em torno da temática identidade de gênero.

Mediação: Tânia Montoro (UnB)

Com Rafaela Camelo (cineasta de “Mistério da Carne”), Marcelo Diaz (Cineasta de “Maria Luiza”) e Maria Luiza (mulher militar da Aeronáutica)

 

 

17h

Grão Jetê

Vídeodança

Livre

 

18h

Vem Pra Cá

Videoclipe Musical

Livre

 

19h

Sempre Diga Eu te Amo da Boca pra Dentro

Poesia

Livre

 

20h

Vigília Cultural On-line

Música, Dança e Teatro

16 anos

 

 

26.04

 

 

9h

 

Samba Urgente na Arca de Noé

Festas populares

Livre

 

10h

O Tradicional Amor Moderno

Música

Livre

 

11h – Oficina Gira

 

 

A Importância da Comunicação no Projeto Artístico

Como desenvolver um projeto de comunicação integrada para seu projeto cultural?

Com Sérgio Maggio, Beth Fernandes e Nita Queiroz (Assessoria de Comunicação/Assessoria de Relações Institucionais/Rádio Cultural)

 

14h

Projeto Ser Criança – Drogas Tô Fora

Teatro

Livre

 

17h – Mesa Gira

 

 

O Caminho da Descentralização Cultural

A Secec potencializa mecanismos para que as políticas culturais cheguem à periferia

Mediação João Moro (Subsecretaria de Fomento e Incentivo Cultural)

Com Carlos Alberto Jr (secretário-executivo) Sol Montes (Subsecretaria de Difusão e Diversidade Cultural) , Mirella Ximenes (Assessoria de Articulação de Política Cultural)

 

 

19h

Websérie Futuroscopia // Episódio Afrofuturismo – O Futuro é Negro

Audiovisual

Livre

20h

Enluarada: uma epopeia sertaneja

Teatro

14 anos

 

27/4

 

 

9h

Mediações: Espectadores em Comunidade

Teatro

Livre

 

10h

Thoughts (Pensamentos)

Música/ Dança

Livre

 

11h – Oficina Gira

 

 

Lei de Incentivo à Cultura (LIC) – Passo a Passo

Quais os caminhos para acessar uma das linhas de fomentos mais importantes do DF?

Com João Moro, Mariana Resende, Beatriz Oliveira (Subsecretaria de Fomento e Incentivo Cultural) e Guiherme Tavares (Favela Sound)

]

14h

Grande Circo Dos Irmãos Saúde

Circo

Livre

 

16h

Ogatopreto – Na capital da distopia

Música

16 anos

 

17h – Mesa Gira

 

 

A Aldir Blanc no DF

A Secec avalia a sua atuação na execução de 89% do recurso recebido com pagamento de 96% dos beneficiários

Mediação: Katiana Santiago (Gabinete)

Com Úrsula Vidal (presidente do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Cultura), Carlos Alberto Jr (Coordenador Aldir Blanc DF), Tiago Gonçalves (Subsecretaria de Administração Geral), Mariana Abreu (Inciso 1), Sol Montes (Inciso 2) e João Moro (Inciso 3).

 

 

19h

Sai da Frente em Buenos Aires

Música

Livre

 

20h

Mosaico Cultural – Criolina Instrumental – DJ Barata

Música

Livre

 

28/4

 

 

9h

Banda Imagem no Projeto Festival Brasília Drive-In – Todos os Cantos da Nossa Cidade

Música

Livre

 

10h

Tempo dell’anima Doc

Audiovisual

Livre

 

11h – Oficina Gira

 

 

Aprenda a Tirar o CEAC

O Cadastro de Entes e Agentes Culturais é a porta de entrada para acessar as políticas públicas da Secec. Saiba como fazer.

Com João Moro e Suzana Librelotto (Subsecretaria de Fomento e Incentivo Cultural).

 

14h

Live da banda Dona Gracinha do Inclusão Cultural 2020

Musical

Livre

 

16h

Webdoc Favela Sounds

Música

14 anos

 

17h – Mesa Gira

 

 

A Capilaridade dos Termos de Fomento

Secec faz balanço da força do Termo de Fomento na política para as Regiões Administrativas do DF

Mediação: Mirella Ximenes

Com Carlos Alberto (Gabinete), Sol Montes (Subsecretaria de Difusão e Diversidade Cultural), Cássia Lemes e Lorena Oliveira (Instituto Janelas da Arte, Cidadania e Sustentabilidade/Territórios Criativos).

 

 

19h

A Arte de Rimar

Arte de rua

Livre

 

20h

Conexões Urbanas Impressões Femininas na Cultura de Rua

Hip Hop

Livre

 

29/4

 

 

09h

Gravação de álbum

do duo “Dois Violões

Música

Livre

 

10h

Mood Indigo 2019

Manifestações Circenses

Livre

 

11h – Oficina Gira

 

 

Os Caminhos do Termo de Fomento

Norteada pelo Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil (MROSC), a captação para execução de Termo de Fomento é detalhada nessa oficina.

Com Sol Montes, Caio Lobato e Willer Cantallops (Subsecretaria de Difusão e Diversidade Cultural)

 

14h

Gigante Pela Própria Natureza

Teatro

Livre

 

16h

CarnaMuseu 2020

Música

16 anos

 

17h – Mesa Gira

 

 

Cultura, A Guardiã das Memórias

O papel do poder público no desenvolvimento de políticas para proteção e conservação de arquivos

Mediação: Alexandre Freire (Assessoria de Comunicação)

Com Ana Lúcia de Abreu Gomes (UnB), Elisa Raquel Quelemes (Biblioteca Nacional de Brasília), Sara Seilert (Museu Nacional da República), Aline Ferrari e Mariah Boelsums (Secretaria de Patrimônio Cultural),

Participação poética: Beth Fernandes (Assessoria de Relações Institucionais)

 

 

19h

O Homem na Prancha

Dança

12 anos

 

20h

40.04

Dança

Livre

 

30.4

 

 

09h

Brecht na Biblioteca

Teatro

Livre

 

10h

Mora na Filosofia – Esdras Nogueira e grupo

Música

Livre

 

11h – Oficina Gira

 

 

Compreendendo a Lei Orgânica da Cultura (LOC)

A Lei Orgânica da Cultura rege o Sistema de Arte e Cultura (SAC) no DF. Entendê-la é fundamental para o desenvolvimento da política cultural.

Com Laiza Spagna (Assessoria Jurídico Legislativa)

 

14h

Exposição Pensando Oscarmente & Oficinas de Gestão Cultural – Brasília 60 anos.

Audiovisual

Livre

 

15h

Centro Audiovisual: Percursos e Trilhas

Audiovisual

Livre

 

16h

O Correio

Audiovisual

Livre

 

17h – Mesa Gira

 

 

Cultura e os Desafios Pós-pandemia

Os impactos na cultura durante a pandemia da Covid-19 geraram outras formas de fazer e de pensar a cadeia criativa?

Mediação: Sâmea Andrade (Assessoria de Comunicação)

Com Bartolomeu Rodrigues (Gabinete), João Moro (Subsecretaria de Fomento e Incentivo Cultural), Silvio Tendler (Estados Gerais da Cultura)

 

19h

 

Never Look Back – Documentário “Un Solo Corazón Tour” – América do Sul ’19

Audiovisual

Livre

 

20h

Debanda

Teatro

Livre

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Ascom/Secec)

E-mail: comunicacao@cultura.df.gov.br