Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
16/01/12 às 15h50 - Atualizado em 13/11/18 às 14h36

GDF homenageia Seu Teodoro

COMPARTILHAR

GDF homenageia Seu Teodoro

  

alt



O governador em exercício do Distrito Federal, Tadeu Filippelli, esteve, no final da tarde deste domingo (15), no velório do idealizador do Bumba-meu-boi de Sobradinho, Seu Teodoro Freire, no Centro de Tradições Populares, em Sobradinho. Em nome do Governo do Distrito Federal (GDF), Filippelli prestou solidariedade aos parentes e amigos do maranhense, morto na madrugada de hoje aos 91 anos, em decorrência de uma parada cardíaca. Foi decretado luto oficial de três dias.

“O falecimento do Seu Teodoro representa uma perda muito grande não só para Brasília, mas para todo o país. Ele foi um batalhador incansável pela preservação da cultura popular, além de uma pessoa extremamente elegante e educada no trato com as pessoas e nas suas atividades”, afirmou Filippelli.

Mais cedo, o governador Agnelo Queiroz, que reassume o cargo nesta semana, lamentou a morte de Seu Teodoro. “A cultura do Distrito Federal fica mais pobre com a perda do mestre Teodoro. Ele era um entusiasta, um ícone da cultura brasileira que manteve vivo um pedaço da tradição maranhense, da cultura popular no DF. A continuidade de sua obra é de responsabilidade de todos nós. Meus sentimentos à família e a todos que o admiravam e tiveram a honra de conviver com o Mestre Teodoro”, destacou Agnelo Queiroz.

O secretário de Cultura, Hamilton Pereira, e a secretária de Promoção da Igualdade Racial no DF, Josefina Santos, também estiveram no velório. Segundo Hamilton Pereira, a contribuição do artista maranhense para a cultura popular do Distrito Federal foi inestimável. “As atividades desenvolvidas por ele enriqueceram a identidade cultural brasiliense. O Bumba-meu-boi do Seu Teodoro possui um simbolismo muito grande, já é parte da tradição do DF”, defendeu.

O GDF garante que os festejos e a tradição do Bumba-meu-boi trazidos do Maranhão pelo Seu Teodoro há cerca de 50 anos não vão ser interrompidos. O governo irá apoiar o trabalho, que continuará a ser desenvolvido por familiares e amigos do maranhense. Projetos e propostas de incentivo serão estudadas nos próximos dias.

Quem também garante que esta manifestação da cultura popular ainda continuará sendo feita por muito tempo é Guarapiranga Freire, 36 anos. Um dos 11 filhos do Seu Teodoro, ela já estava à frente do projeto nos últimos anos em função da fragilidade da saúde do pai. “Em um momento de dor como este, a melhor maneira de prestar uma homenagem à memória do meu pai é continuar com o trabalho que ele exercia. O legado que fica é muito grande. Cabe a nós dar sequência a ele”, avisou.

O período de festejos de São Sebastião, iniciado no último dia 10 pelo Centro de Tradições Populares, permanecerá com sua programação até o próximo dia 20. Uma festa que aconteceria em 25 de janeiro, para marcar o encerramento da cerimônia de louvor ao santo, no entanto, foi cancelada.

O velório do Seu Teodoro se estende até as 11h desta segunda-feira (16) no Centro de Tradições Populares, na quadra 15 de Sobradinho. Amanhã à tarde, o corpo será cremado em Valparaíso (GO).

Reconhecimento – O trabalho de cultura popular desenvolvido por Seu Teodoro foi reconhecido como patrimônio imaterial do Distrito Federal e em 2006 o mestre foi premiado com a Ordem do Mérito Cultural, quando recebeu a láurea de comendador pelo então presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, em cerimônia no Palácio do Planalto.

Nascido em 1920, em São Vicente Ferrer, a 280km de São Luís (MA), Teodoro Freire chegou a Brasília em 1962. Nos anos seguintes, começou a trabalhar na Universidade de Brasília (UnB) e criou o Centro de Tradições Populares, em Sobradinho, onde deu início à luta a favor das tradições populares.

Fonte: Agência Brasília