Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/06/14 às 11h35 - Atualizado em 13/11/18 às 14h49

GDF apresenta detalhes da realização da FIFA Fan Fest em Brasília

COMPARTILHAR


GDF esclarece questões de infraestrutura e logística para o evento

Na tarde desta terça-feira (10/06), representantes do Governo do Distrito Federal (GDF) apresentaram, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, os últimos detalhes referentes à segurança, à mobilidade e ao acesso à festa popular que vai movimentar Brasília nos próximos dias. A FIFA Fan Fest, que começa nesta quinta-feira, às 12h, acontece no Taguaparque, em Taguatinga, e oferecerá aos brasilienses uma oportunidade de assistirem a jogos, shows e participarem de outras atividades culturais durante todos os dias de jogo Copa do Mundo FIFA Brasil 2014.

O secretário de Segurança e Mobilidade, Coronel Paulo Roberto, o secretário extraordinário da Copa, Claudio Monteiro, o secretário de Esporte, Célio René, o secretário de Cultura, Hamilton Pereira e o secretário de Turismo, Luis Otávio Neves apresentaram e esclareceram questões que possibilitam o DF a participar, segundo Cláudio Monteiro, do maior evento festivo do mundo.

Cláudio garante que “vamos realizar uma grande festa da FIFA, onde cada um terá a oportunidade de assistir aos jogos e mostrar para o Brasil, e para mundo, a capacidade do Distrito Federal de fazer com que a Copa seja uma Copa de todos.”

O trabalho do GDF para oferecer estrutura, segurança e mobilidade necessárias aos brasilienses é resultado de quatro anos de esforço. Hamilton Pereira enfatiza que a capital trabalhou muito para receber e mostrar o que tem de melhor, e que vamos disputar a Copa para ganhar, mas também queremos acolher da melhor maneira as delegações do mundo inteiro. “Vamos mostrar nossas múltiplas faces: músicas, serviços sociais, segurança, transporte e saúde, para que as pessoas se sintam bem”.

Luis Otávio Neves divulgou as ações da Secretaria de Turismo e ressaltou que Brasília é a terceira cidade do Brasil a receber o maior número de visitantes internacionais e a segunda em número de brasileiros. Serão mais de 20 meios de atendimento ao turista, além disso, os torcedores poderão contar com aproximadamente 120 estudantes bilíngues, ciclovias e sinalização diferenciada para aqueles que desejarem conhecer a capital.

A área interna do Taguaparque terá capacidade para 50 mil pessoas, com acesso gratuito. Assim que o número limite for atingido, o público deve direcionar-se ao espaço exterior que comporta mais de 200 mil espectadores.

Para garantir a festa dos brasilienses, foi escalado um efetivo de 1,4 mil pessoas que vão atestar a segurança. Entre eles, representantes da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e o Detran-DF. O local ainda conta com 200 seguranças privados, 30 brigadistas, dois postos médicos e quatro UTIs móveis.

A Secretaria de Segurança e Mobilidade disponibilizará um sistema especializado para facilitar a locomoção urbana: acesso ao metrô, situado na Praça do Relógio, reforço das linhas de ônibus para Taguatinga, ponto de taxi a 400 metros da entrada do evento, além de três estacionamentos para veículos privados. A orientação, conforme o Coronel Paulo Roberto, é utilizar transportes públicos, caronas coletivas, bicicletas ou seguir a pé.

O Coronel também apontou a lista de objetos proibidos no evento, entre eles, destacam-se: latas, garrafas e isopores, carrinhos de criança, filmadoras e câmeras com lentes superiores a 15 cm, animais de estimação e bolsas e mochilas com mais de 40 cm. Para assegurar a realização do evento, todos serão revistados ao passarem pela catraca de acesso ao espaço.

Em Brasília, a FIFA Fan Fest é uma parceria entre o GDF, a FIFA e a Rede Globo e oferece, ao todo, 49 atrações e 19 DJs. A festa acontece no Taguaparque, a fim de possibilitar acesso ao maior ciclo populacional do DF – Taguatinga, Ceilândia, Vicente Pires, Águas Claras, Samambaia, Guará e regiões vizinhas. Hamilton Pereira afirma que a estrutura e atrações culturais vão refletir essa diversidade: “Brasília não é apenas a destinatária da oferta cultural, o talento se experimenta aqui”.