Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/09/19 às 18h08 - Atualizado em 3/09/19 às 10h09

Festival de Brasília do Cinema Brasileiro estuda mostra itinerante em Lisboa

COMPARTILHAR

A 52ª edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro (FBCB) pode se desdobrar uma mostra itinerante para ser exibida em Portugal no ano do aniversário da capital federal, em 2020. O primeiro passo nesse sentido foi dado hoje (2) num encontro entre o secretário de Cultura e Economia Criativa (Secec) do Distrito Federal, Adão Cândido, e a diretora geral do Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa (Festin), Léa Teixeira, na Biblioteca Nacional.

 

“Vemos com bons olhos essa possibilidade porque vai ajudar a divulgar a marca de nosso festival no exterior e a vender na Europa a capital como polo de produção cinematográfica”, afirmou Cândido. “O Festival de Brasília é o mais antigo do país e é diferente, tem vida própria, um perfil de público exigente e contestador. Muita gente fica curiosa para conhecê-lo melhor”, explica Léa.

 

A diretora acredita também que o Festin, que em 2020 fará sua 10ª edição, funciona como uma porta privilegiada para uma audiência ampliada. “São 280 milhões de falantes da língua portuguesa em nove países. Isso é muito significativo, principalmente se levarmos em conta que a distribuição internacional de filmes brasileiros é insatisfatória”, raciocina.

 

Para a subsecretária de Economia Criativa da Secec, Érica Lewis, a proposta é interessante. Ela aguarda um projeto do Festin na semana que vem para discutir o formato final em que se dará a cooperação. “Precisamos definir quantos filmes levaremos, qual a proposta e, claro, o investimento”.

 

O FBCB acontece entre 22 de novembro e 1º de dezembro deste ano no Cine Brasília, no Museu Nacional e em cinco Regiões Administrativas. Premiará com R$ 250 mil sete longas e com R$ 90 mil14 curtas.

 

Foto: Ludimila Barbosa SECEC DF

 

Leia também...