Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
30/06/14 às 18h42 - Atualizado em 13/11/18 às 14h49

Disputa entre França e Nigéria anima torcida em Brasília

COMPARTILHAR

Turistas e brasilienses fazem a festa durante partida no Mané Garrincha


 

Na tarde desta segunda-feira (30), torcedores se concentraram na capital para acompanhar de perto o duelo entre França e Nigéria, às 13h, no Estádio Nacional Mané Garrincha. As torcidas disputaram para ver qual grito de guerra ecoava mais alto, enquanto a musicalidade da banda da Nigéria surpreendeu a todos.

O francês Remi Rocci e dois amigos correram apressados para entrar no estádio vinte minutos antes da partida. “Ainda não tivemos tempo de conhecer Brasília. Depois que a França ganhar, a gente vai passeia”, contou.

Fantasiados de Asterix e Obelix, personagens de uma série de histórias em quadrinhos da França, os brasilienses Philipe dos Santos e Edivaldo Júnior se juntaram à torcida francesa. Eles também foram ao jogo entre Brasil e Camarões no último dia 23 na cidade e estavam empolgados.

Chisma Anyanwn e os amigos nigerianos estão na capital há três dias. “Achamos o clima daqui maravilhoso”, destacou. “Temos fé de que a gente vai vencer”, acrescentou.

Para homenagear o país, o casal de Maceió, Eriberto Buchmann e Maria das Graças, circularam com vestimentas cheias de estampas coloridas e atraindo olhares. “Hoje estamos torcendo pelos africanos, mas quem tem que ser campeão é o Brasil”, diz Maria.

O francês Toto Tolotta está no país há três semanas. “Estou com oito pessoas. Já conhecemos a Esplanada dos Ministérios, o estádio e alguns shoppings. Estamos gostando muito daqui”, ressaltou.

Mãe e filha, Beatriz e Helena Leal, moram nos Estados Unidos há treze anos e vieram à capital do Brasil especialmente para ver o jogo. “Brasília está de parabéns, muito bonita e de padrão internacional”, diz Beatriz. As duas ainda irão ao Rio de Janeiro para acompanhar o último jogo.

Até o Palhaço Pirulito apareceu na porta do estádio. Personagem conhecido, o mascote do time de futebol do Gama vive em Brasília há 30 anos e não esconde sua paixão pela cidade. Enquanto interagia com os torcedores estrangeiros que pediam para tirar fotos, ele falava animado: “A copa está linda. Estamos de parabéns”.