Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/02/12 às 11h16 - Atualizado em 13/11/18 às 14h36

Digitalização do acervo da BNB é tema de reunião

COMPARTILHAR


Digitalização do acervo da BNB é tema de reunião

Mapeamento das obras será feito com base na lei do Direito Autoral

A proposta de digitalização de parte do acervo da Biblioteca Nacional de Brasília (BNB) foi discutida na última  terça-feira (9) durante reunião realizada entre representantes da subsecretaria de Políticas do Livro e da Leitura da secretaria de Cultura (SPLL/SC), órgão ao qual a BNB é vinculada, e da secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Distrito Federal (SCTI/GDF). O encontro aconteceu na biblioteca e serviu para esclarecer a participação da BNB no projeto de implantação da Biblioteca Digital do Governo do Distrito Federal pela SCTI e que tem lançamento previsto para o dia 21 de abril deste ano.  

O subsecretário de Políticas, Modernização e Programas Temáticos da SCTI/DF, Gustavo Brum, explicou que a plataforma da Biblioteca Digital do GDF, em desenvolvimento pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT), do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, está em estágio avançado e pretende reunir informações de vários acervos do Distrito Federal e de todo país. “A ideia é constituir uma grande plataforma digital que possa armazenar o acervo digitalizado tanto literário quanto audiovisual do governo do Distrito Federal e de outras fontes externas, como instrumento de promoção da educação, incentivo a literatura e de inclusão digital”, afirmou.

 

A subsecretária de Políticas do Livro e da Leitura, Ivanna Sant’Ana Torres, destacou o perfil tecnológico da BNB e a importância da parceria entre as duas secretarias com a implantação da Biblioteca Digital do GDF e da perspectiva de apoio da SCTI em outros projetos da biblioteca. Sobre a participação da BNB na nova plataforma digital, Ivanna Torres explicou que existem orientações técnicas e legais que devem ser observadas antes do processo de digitalização.

 

A subsecretária esclareceu ainda que o acervo impresso da BNB é constituído exclusivamente de doações. As obras recebidas são selecionadas e processadas de acordo com a política de acervamento da instituição. Aquelas que não atendem aos requisitos são encaminhadas a outras bibliotecas ou entidades sem fins lucrativos. “Parte deste acervo já está catalogado, no entanto, o processo de digitalização das obras requer um mapeamento minucioso para identificar aquelas que podem ser acessadas via web, pois já estão em domínio público, e as que estão protegidas pela legislação dos direitos autorais (Lei nº 9.610/98)”, lembrou.

 

Ao final da reunião, ficou definido que a análise das obras será feita por um dos pesquisadores da equipe do projeto da Biblioteca Digital do GDF, contratado pela SCTI.   Quanto ao aspecto legal, uma comissão de servidores da BNB apresentará ainda nesta semana relatório técnico sobre a disponibilização das obras em formato digital.

 

Após o encontro, foi realizada uma visita às instalações da BNB. Além de Ivanna Torres (SPLL/SC) e Gustavo Brum (SCTI) participaram da reunião representantes da empresa TCIBPO, da área de gestão da informação, e os servidores da BNB: Lúcia Marques, gerente de Administração Geral, Yuri Batista e Jane Arisawa, pelo Núcleo de Gestão da Informação, Fernando Ouriques, gerente do Sistema de Bibliotecas, Webert Oliveira e Wander Borges, pelo Núcleo de Informática e Inclusão Digital/RNP).