Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/07/16 às 14h45 - Atualizado em 13/11/18 às 14h50

Diários de Viagem

COMPARTILHAR


Exposição de fotografias retrata o Xingu pelas lentes do Rei Leopoldo III e contará com a presença da Princesa Belga Maria Esmeralda


O Memorial dos Povos Indígenas e a Embaixada da Bélgica em Brasília promovem nesta quarta, 6 de julho, a abertura da exposição “Diários de Viagem – Fotografias do Rei Leopoldo III no Brasil”.

 

Trata-se de uma mostra inédita com fotografias especialmente selecionadas da viagem que o Rei Leopoldo III fez ao Brasil em 1964.

 

As fotos são testemunhas antropológicas dos encontros com os índios de numerosas tribos do Mato Grosso e do Pará, como os Yawalapiti, os Txicão ou ainda os Txukarramãe e os Suyá.

 

A maioria dos registros fotográficos foi feita pelo próprio Rei Leopoldo III, além de algumas imagens do rei feitas por seus companheiros de expedição.

 

Filho do Rei Albert I e da Rainha Elisabeth, Leopoldo III (1901-1983) reinou de 1934 à 1951, tendo abdicado em favor de seu filho Baudouin.

 

Em segui­da o Rei Leopoldo III dedicou-se principalmente a projetos de pesquisa científica e a viagens exploratórias na Vene­zuela, no Brasil e também na África Central.

 

Ele esteve no Brasil por duas vezes em 1962, uma vez em 1964 e outra em 1967. O rei e sua comitiva percorreram di­versas cidades e regiões brasileiras, detendo-se principal­mente no Brasil Central e na Amazônia.

 

Entre suas fotogra­fias há registros importantes de diversas etnias indígenas, imagens de cidades brasileiras e paisagens amazônicas.

 

Esta exposição em particular tem por objetivo mostrar ao público brasileiro o olhar de um fotógrafo a quem a natu­reza impressionava profundamente e que tinha pela paisagem e pelo povo brasileiro um interesse particular

São imagens feitas durante sua viagem de 1964 com es­pecial atenção às realizadas em sua grande jornada pelo Xingu, entre 4 de outubro e 8 de dezembro de 1964, quan­do participou de expedição com os irmãos Villas Boas para contatar os índios Txicão.

 

As fotos são relatos dos caminhos percorridos pelo Rei Le­opoldo III. As imagens enfatizam aspectos como a intensi­dade da tempestade, a vastidão do rio, a luz sobre a agua, a concentração do menino, a vivacidade de uma criança e o emaranhado da mata.

 

O Rei Leopoldo III reuniu em suas expedições um rico acervo de imagens que hoje pertencem ao Fundo Léopold III de Exploração e Proteção à Natureza, com sede no Mu­seu de Ciências Naturais de Bruxelas.

 

Desde 1983, a filha caçula do Rei, Sua Alteza Real a Prin­cesa Maria Esmeralda, é presidente do Fundo e nunca ces­sou de promover esta herança, patrimônio inestimável da história humana.

O Fundo concede subsídios a cientistas para missões de pesquisa em campo, publicações e geren­cia arquivos científicos de grande diversidade.

A abertura da exposição contará com a presença da princesa no dia 06 de julho, a abertura da exposição no Memorial dos Povos Indígenas.

 

SERVIÇO:

Abertura da Exposição

Diários de Viagem – Fotografias do Rei Leopoldo III no Brasil

Data: 6 de julho a 14 de agosto de 2016

Local: Museu dos Povos Indígenas