Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/02/20 às 19h21 - Atualizado em 5/02/20 às 20h48

Demandas das artes cênicas são debatidas com o Fórum de Teatro do Distrito Federal

COMPARTILHAR

Recepcionados pelo secretário Bartolomeu Rodrigues, artistas entregam carta com as principais reivindicações do setor

 

O Fórum de Teatro do Distrito Federal apresentou, nesta quarta-feira (05), uma carta com as principais demandas do setor ao secretário de Cultura e Economia Criativa Bartolomeu Rodrigues. Durante encontro no auditório no Museu Nacional da República, eles debateram as prioridades e sugeriram ações para potencializar o segmento no Distrito Federal.

 

 

 

O documento protocolado pela comitiva reivindicou principalmente a questão do fortalecimento das políticas públicas e incentivo do governo para os profissionais das artes cênicas do Distrito Federal. Nele, atores, atrizes, produtores, diretores de teatro e agentes culturais ressaltaram aspectos que envolvem as necessidades e as peculiaridades da área, diante de vários segmentos culturais e eventos existentes e realizados na cidade.

 

Entre os principais pontos expostos pelo grupo formado em 1999, a necessidade de fortalecimento dos Conselhos Regionais de Cultura, fazendo com que eles tenham representantes de cada segmento artístico, a fim de melhorar a interlocução com cada área.

 

Sobre investimentos e democratização ao acesso às linhas de fomento para os fazedores de cultura, para as artes cênicas, os artistas também pediram que fossem inseridas aberturas específicas para realizações de espetáculos teatrais, nos eventos oficiais destinados à população.

 

Para a atriz Sheila Campos, o investimento para o segmento do teatro reverbera diretamente em outras áreas, assim como segurança pública e economia, por exemplo. “Para obter estes resultados a classe precisa de interlocução com a Secretaria para discutir sobre políticas públicas, capacitação, humanização e valorização da economia criativa como potência econômica”, ressalta.

 

Após ouvir as solicitações realizadas pelo grupo, o secretário Bartolomeu Rodrigues saudou a todos com uma apresentação pessoal, onde contou um pouco de sua trajetória de vida e sua relação de afinidade com as artes cênicas. “O teatro me trouxe aqui e vamos brigar juntos pela valorização da categoria”, enfatiza.

 

Otimista, ele anunciou alguns avanços para as linhas de fomento e incentivo oferecidas pela Secec. Bartolomeu garantiu maior celeridade em relação aos editais do Fundo de Apoio à Cultura (FAC). Já para a Lei de Incentivo à Cultura (LIC), além da estruturação e avanços de valores, ele declarou seu empenho em facilitar a forma de acesso ao mecanismo para os usuários.

 

Rodrigues também destacou o conceito de economia criativa e como ele pode se aplicar às produções teatrais na cidade, com atividades que envolvam investimento e lucratividade destinados ao setor. “A economia criativa está sendo preparada milagrosamente por Brasília. Esta modalidade econômica se destaca entre uma tendência mundial”, celebra.

 

 

Fotos: Ludimila Barbosa SECEC/DF