Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/04/20 às 17h36 - Atualizado em 23/04/20 às 0h44

Cultura FM completa 32 anos e investe para se tornar uma rádio do século 21

COMPARTILHAR

Com perfil público, a voz dos produtores culturais de Brasília busca inserção de imagem e mais interatividade

 

“Cultura FM, a rádio pública do Distrito Federal”. Com essa vinheta, repetida ao longo das 24 horas diárias de programação genuinamente local, a emissora ligada à Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) do Governo do Distrito Federal, operando na frequência de 100.9 MHz, completou ontem (21) 32 anos.

 

“A Cultura FM tem uma importância fundamental no Distrito Federal. É o canal de comunicação das novas gerações de produtores culturais e daquilo de mais novo que está sendo produzido por aqui”, afirma o diretor Walter Silveira na sede da emissora no Espaço Cultural Renato Russo, na 508 Sul.

 

“Nosso desafio é consolidar a transformação da Cultura FM em uma rádio do século 21, com imagem e interatividade, cada vez mais próxima do ouvinte”, acredita o gestor. Diz que o titular da Secec Bartolomeu Rodrigues “está botando as coisas para andar”.

 

A 100.9, localização no dial e na ponta da língua de seus ouvintes fieis, atinge todo o quadrilátero, não apenas o Plano Piloto e regiões administrativas mais centrais, operando com um transmissor de 7KW (quilowatts, medida de potência eletromagnética), com a possibilidade de chegar a 10KW pela concessão como emissora educativa.

 

“Substituímos a válvula do transmissor no início de abril. Embora com equipamentos ainda defasados, temos uma média de 1800 ouvintes por minuto, das classes A, B e C, com idade entre 25 a 50 anos, igualmente divididos entre homens e mulheres de maior escolaridade”, informa Silveira, entusiasmado pelas possibilidades de crescimento de audiência.

 

“A Rádio Cultura é um patrimônio de Brasília que há 32 anos leva informação, serviço e cultura à população e enobrece a missão social do rádio. É um veículo maduro, que contribui com a consolidação da democracia”, celebra o secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues.

 

O secretário destaca, ainda que a Cultura FM também tem um papel importante de formar profissionais dedicados à cultura. “Ao longo de seus 32 anos deu oportunidades para que artistas locais encontrassem um espaço fora do circuito comercial para divulgar seus trabalhos”.

 

Onze servidores e a rede de colaboradores voluntários mantêm uma programação reconhecidamente marcada, no meio artístico, por pluralidade, criatividade e experimentação com a linguagem do rádio. Criada em 21 de abril de 1988, no governo de José Aparecido de Oliveira, tem perfis no Twitter (https://twitter.com/culturafmdf), Instagram (https://www.instagram.com/cultura1009/) e Facebook (https://www.facebook.com/CulturaFMBrasilia).

 

Em razão do aniversário, a “rádio que toca Brasília” (outra vinheta) está com programação especial durante esta semana, colocando no ar depoimentos de gente que passou pelos seus estúdios, fazendo história e acreditando no veículo que desafia o tempo e as novas tecnologias.

Leia também...