Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/05/17 às 19h27 - Atualizado em 13/11/18 às 15h07

Consulta pública para o Conexão Intercâmbios DF

COMPARTILHAR

Edital compõe a segunda etapa do programa Conexão Cultura DF

A Secretaria de Cultura inicia nesta segunda (29) a segunda fase do programa Conexão Cultura DF, que visa fortalecer a difusão nacional e internacional da nossa arte, por meio de apoio a artistas, produtores e fazedores de cultura. Como forma de entender as necessidades da comunidade e auxiliar o governo no mapeamento de oportunidades, a secretaria abre consulta pública para o Conexão Intercâmbios DF. Ao participar dessa consulta, o interessado deverá especificar o país, a instituição e a área de atuação do intercâmbio, em âmbito nacional e internacional.

“É muito importante para a formulação de novas políticas esta participação social. Isso tem pautado toda a nossa gestão desde 2015”, diz o secretário de Cultura, Guilherme Reis. No caso do Conexão Intercâmbio, a consulta tem um aspecto muito prático, conforme explica a subsecretária de Políticas de Desenvolvimento e Promoção Cultural, Mariana Soares: “Em poucos minutos você participa da gestão cultural e contribui para a difusão da nossa cultura. Isso significa que a partir desta semana, artistas, produtores e empreendedores culturais terão mais oportunidades de circular com seus projetos e de se qualificarem profissionalmente.”

Para participar da consulta, basta clicar aqui 

Sobre o Conexão Cultura DF

A Secretaria de Cultura lançou o programa Conexão Cultura DF no ano passado com objetivo de ampliar e qualificar a presença da cultura do DF fora do território, projetando sua imagem e gerando mais negócios para o setor. A primeira ação do programa foi disponibilizar adicional de R$ 1 milhão para participação em eventos, circulação e bolsas de capacitação, por meio do Fundo de Apoio à Cultura (FAC). O recurso suplementa o antigo programa de diárias e passagens do FAC, que foi totalmente reformulado e passa agora a integrar Conexão Cultura DF. Na série histórica, é o maior montante disponibilizado pelo programa, que já investiu R$ 1,2 milhão somente neste ano, contra R$ 674 mil em 2015 e R$ 570 mil em 2014.

O programa contempla também ações de apoio à participação de empreendedores em mercados estratégicos, presença de lideranças culturais nacionais e internacionais em eventos promovidos no DF e o estímulo à realização de feiras internacionais no território, com um calendário que leva comitivas locais para importantes feiras e eventos no Brasil e no mundo, como Festival de Berlim (Berlinale), South by Southwest, Womex e Micsul, por exemplo. Além da circulação nacional e internacional, a iniciativa também objetiva a capacitação dos mesmos em cursos de qualificação formal e em processos de residência artística.

Neste semestre, a Secretaria de Cultura já enviou, por meio do programa, duas comitivas. Uma para o Atlantic Music Expo (AME), feira internacional de música que ocorre anualmente em Praia (Cabo Verde), e outra para participar do Jazzahead!, principal ponto de encontro das discussões da cena de música instrumental no mundo, realizada em Bremen (Alemanha).

A próxima parada deste primeiro edital do programa, batizado de Conexão Negócios DF, será o Midem, maior feira voltada para o setor da música. Para preparar a delegação de sete produtores musicais de Brasília selecionados pelo programa, a Secretaria de Cultura realizou uma consultoria específica com os representantes do evento no Brasil, Bruno e Marinilda Boulay, em abril. Com apoio da Brasil Música e Artes (BMA), a delegação de Brasília terá vaga garantida no espaço Meet the Brazilians, do Midem deste ano.

“O Conexão Cultura DF reforça a política de circulação e distribuição dos produtos culturais e artísticos produzidos no Distrito Federal. Tradicionalmente o apoio está mais concentrado na criação e produção, gerando grande oferta de peças, publicações e shows de qualidade, mas que precisam de mais estímulo para circular e projetar a imagem de Brasília no Brasil e no exterior.”, destaca Mariana Soares.

Entre as perspectivas do programa Conexão Cultura DF, está ainda o estímulo à circulação regional, com o lançamento de editais de chamamento público para contratação de artistas, democratizando o acesso do setor artístico à participação em eventos locais, como foi feito para a concepção das programações da Sexta do Repente e do Sabadão do Forró, na Casa do Cantador; na Festa do Morango, no Rock Ecologia Trilha Parque e Circuito Quadrilhas Juninas, realizados nos últimos meses.