Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/02/14 às 18h09 - Atualizado em 13/11/18 às 14h45

Conselho de Cultura lamenta falecimento do artista plástico Glênio Bianchetti

COMPARTILHAR

O Conselho de Cultura do Distrito Federal lamenta a morte do artista plástico Glênio Bianchetti, ocorrida hoje, aos 86 anos, e soma-se aos brasilienses nos pêsames aos seus familiares por essa grande perda.

Bianchetti foi um dos maiores talentos artísticos desta cidade e digno representante da arte brasileira. Professor da UnB, abraçou Brasília e por ela lutou como cidadão, mantendo-se fiel aos princípios na defesa da ética profissional e política da capital federal.

Ele é considerado um dos artistas brasileiros mais completos da arte contemporânea. Colaborou na criação do Museu de Arte de Brasília (MAB).

Gravador, pintor e ilustrador, deixou o Rio Grande do Sul e mudou-se para Brasília para dar aulas na UnB a convite de Darcy Ribeiro. Na UnB foi responsável pela criação do Ateliê de Arte e o Setor Gráfico.

Foi demitido durante o governo militar e só foi readmitido na Universidade em 1988. Bianchetti sempre foi um humanista e usou a arte com esse fim. O artista gaúcho-brasiliense criou um dos cartazes da campanha da Diretas Já, durante a década de 1980.

Nesse momento de profunda tristeza, o Conselho de Cultura do DF rende suas homenagens ao grande artista da nossa cidade.


Romário Schettino

Presidente do Conselho de Cultura do DF