Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/11/13 às 17h11 - Atualizado em 13/11/18 às 14h39

Começa nesta sexta 50ª Festa do Boi de Seu Teodoro

COMPARTILHAR


Evento tem atividades culturais do Maranhão até o dia 1º de dezembro

A Secretaria de Cultura do DF realiza a 50ª Festa do Boi de Seu Teodoro – A matança do Gado, que começa sexta (29), na Quadra 15 Área Especial nº 2, em Sobradinho, às 19h30. O evento terá atrações artísticas e manifestações folclóricas do Maranhão, praça de alimentação e área de recreação para crianças até o dia 1º de dezembro. A entrada é franca.

A Festa da cidade de Sobradinho faz parte do calendário cultural oficial do DF e conta com shows musicais que reverenciam a cultura popular do Bumba Meu Boi e o Tambor de Crioula.

O evento é uma homenagem ao maranhense Seu Teodoro Freire, grande responsável pela presença do Bumba Meu Boi em Brasília – manifestação cultural trazida do Maranhão que encanta a todos, embalada com os seus mais diversos ritmos e sotaques.

Os anfitriões e prata da casa, Boi de Seu Teodoro e Tambor-de-Crioula, também farão parte desta festança, uma vez que o boi é a estrela principal e o mesmo realizará o ritual da “Morte do Boi”.

A programação também terá outros ritmos musicais, como samba, forró, repente, catira e curraleira e modas sertanejas. Além de teatro de bonecos.

A praça de alimentação contará com comidas típicas maranhenses, visando preservar e valorizar a culinária do estado. E para as crianças, uma área de recreação com brinquedos infláveis.

Bumba Meu Boi

O Bomba Meu Boi é tido como uma das mais ricas representações do folclore brasileiro. Essa manifestação popular surgiu por meio da união de elementos das culturas europeia, africana e indígena, nas diversas variações regionais do Bumba Meu Boi.

A música é um elemento fundamental no Bumba Meu Boi. O canto normalmente é coletivo, acompanhado de matracas, pandeiros, tambores e zabumbas, embora se encontrem, em alguns grupos, instrumentos mais sofisticados, como trombones e clarinetas.

O Tambor de Crioula

De modo geral, podemos definir o Tambor de Crioula como uma forma de expressão de matriz afro-brasileira que envolve dança circular, canto e percussão de tambores.

Dela participam as “coureiras”, tocadores e cantadores, conduzidos pelo ritmo incessante dos tambores e o influxo das toadas evocadas, culminando na punga (ou umbigada) – movimento coreográfico no qual as dançarinas, num gesto entendido como saudação e convite, tocam o ventre umas das outras.

Seja ao ar livre, nas praças, no interior de terreiros ou em outras manifestações, o Tambor de Crioula é realizado sem local específico ou calendário pré-fixado e praticado especialmente em louvor a São Benedito.

Morte do Gado

A festa da Morte do boi é um conto popular, a partir de uma história envolvendo um rico fazendeiro, um dos mais belos bois de sua propriedade e o casal de trabalhadores da fazenda.

O conto retrata uma mulher grávida, que sente desejo de comer a língua do boi do patrão e o marido procura satisfazer o desejo da esposa.

Daí então começa o desenrolar da estória, que começa de véspera. Na noite anterior, o boi foge do curral e o fazendeiro manda os vaqueiros e índios procurarem o bicho. Na manhã seguinte, o boi entra no terreiro e os vaqueiros tentam laçá-lo.

O boi procura de todas as formas escapar, sendo até ajudado pelo povo que assiste sua agonia. Quando, finalmente, conseguem pegá-lo, levam-no para o mourão e Pai Francisco (capataz) o mata.

A partir desse ponto, começa a festa da morte do boi propriamente dita, com cantos, danças, rezas e louvores a São João Batista.

Mais informações: www.boideseuteodoro.com.br

Marcos Linhares 8405-8290 e Vitor Ferns 9200-7710

Programação da 50ª Festa do Boi de Seu Teodoro – A matança do Gado 2013

Dia 29/11 (sexta)

Homenagem ao Dia do Samba

19h30 – Abertura Oficial e Execução do Hino Nacional Brasileiro;

19h45 – Damas de Ouro/DF;

20h45 – Eliminatória do Samba Enredo da Escola de Samba Bola Preta de Sobradinho/DF; Bateria Nota Show/DF;

22h30 – Família Samba Dez/DF;

23h45 – Luz do Samba/DF;

01h30 – Encerramento.

Dia 30/11 (sábado)

15h – Cia Pilombetagem Teatro de Bonecos/DF;

16h – Maracatu Tamnoá/DF;

17h15 – Mambembrincantes/DF;

18h30 – Repentistas: Chico de Assis e João Santana/DF;

19h30 – Zé Mulato e Cassiano/DF;

21h15 – Gessé Lima/DF;

22h30 – Pé de Cerrado/DF;

23h45 – Bumba Meu Boi de Seu Teodoro/DF;

01h00 – Alex Júnior e Banda/DF;

02h30 – Encerramento.

Dia 1º/12 (domingo)

12h – Almoço com os Amigos e Admiradores do Boi de Seu Teodoro/DF; Coisa Nossa;

13h15 – Encontro de Capoeira/DF;

14h30 – Grupo de Percussão Obará/DF;

15h45 – Tambor-de-Crioula de Seu Teodoro;

18h – Boi de Seu Teodoro/DF – Ritual da Matança do Boi, após a cerimônia é servido para os brincantes e visitantes o Sangue do Boi – como Simbologia (vinho tinto suave);

20h15 – Forró Neguin do Acordeon/DF;

21h30 – Forró Trio Siridó/DF;

23h – Encerramento.