Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
31/05/21 às 13h46 - Atualizado em 1/06/21 às 13h59

Com FAC, FTB leva espetáculos à Bahia

COMPARTILHAR

Texto e edição: Ascom/Secec

31.5.21

13:30:01

 

Com fomento de R$ 400 mil do Fundo de Apoio à Cultura (FAC) e geração de 107 empregos (79 diretos e 28 indiretos), o Festival do Teatro Brasileiro – FTB, um dos eventos mais tradicionais do país, prepara-se para difundir as artes cênicas feitas no Distrito Federal na Bahia.

 

O intercâmbio cultural vai levar oito espetáculos, selecionados por curadoria formada pelo diretor Marcio Meirelles (Bando de Teatro Olodum) e pelo crítico e jornalista Guilherme Filho, além de colocar 28 coletivos brasilienses numa roda de negócios.

 

As montagens selecionadas abrangem teatro adulto, peças para infância e juventude, Circo e Dança e oferecem um recorte das artes cênicas atuais de Brasília. O FTB recebeu 100 inscrições.  “É difícil elaborar um painel com tanto trabalho bom”, observa Guilherme Filho.

 

OS SELECIONADOS

 

ITINERÂNCIA

Cia Lumiato Formas Animadas 2 Mundos
Cia Lumiato Formas Animadas Iara – O Encanto das Águas
Coletivo Antônia VOA
Coletivo Instrumento de Ver 23 Fragmentos dos Últimos Dias
Giselle Rodrigues e Édi Oliveira Fio a Fio
Grupo Embaraça Afeto
João Campos Encerramento do Amor
Novos Candangos Os Beatniks em “A Gaivota”

 

RODA DE NEGÓCIOS

Ajuntamento Caleidoscópio Cia Plágio de Teatro Grupo Mamulengo Presepada
Arteviva Produções Artísticas Ltda Cia Transições Grupo Mamulengo Sem Fronteiras
ATA – Agrupação Teatral Amacaca Cia víÇeras Grupo Sutil Ato
Aysha Lluz Circo Rebote La Casa Incierta
BR S.A. Circo Teatro Artetude Os Buriti
Bruna Martini Coletivo Columna Pele Cia de Dança e Circo
Casulo Teatro Companhia Casa de Ferreiro Setor de Áreas Isoladas Teatro
Cia Corpus Entre Mundos Criadouros Coletivo Teatro do Concreto
Cia Em Comma de Teatro Edson Beserra
Cia Nós no Bambu Foco Cia de Dança

 

 

Idealizador e diretor da XXI edição do FTB, Sérgio Bacelar destaca que os espetáculos escolhidos de teatro, dança e circo vão para  visibilidade às obras, aos criadores, aos artistas e técnicos brasilienses, promovendo elos profissionais e aproximações com público, artistas e as instituições baianas. “Assim, ampliam-se as possibilidades de trocas tecnológicas, mercadológicas e conhecimento da cultura”, acredita.

 

A primeira atividade do Festival será a Rodada de Negócios Virtual, que acontecerá em agosto/setembro de 2021. Os coletivos selecionados serão apresentados aos programadores de festivais, teatros público e privados, além de centros culturais (para além de Salvador). O objetivo é o de conhecer e estreitar relacionamentos com os coletivos do DF

 

“O FTB firma, desta maneira, sua reconhecida contribuição para o fortalecimento da rede de artes cênicas do Brasil. O projeto é original na proposição e dimensão deste grande encontro. Sua criatividade é marcada pela diversidade das ações paralelas propostas e formas de mobilização e interação com o público”, avalia Sérgio Bacelar.

 

NÔMADE E TRANSFORMADOR

O Festival do Teatro Brasileiro é nômade em sua natureza. Na estrada desde 1999, o evento tem como característica intrínseca o caminhar, o andar, o viajar. Desta forma, o FTB leva o panorama cênico de um estado brasileiro a outro. Em 19 anos de trajetória, já foram apresentadas as cenas Baiana, Cearense, Pernambucana, Paraibana, Mineira, Gaúcha, Paranaense e do Distrito Federal para 17 unidades da federação: Acre, Pará, Maranhão, Pernambuco, Ceará, Sergipe, Alagoas, Bahia, Distrito Federal, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo , Paraná e Rio Grande do Sul.

 

Saiba mais sobre o FTB

 

Ao todo  foram realizadas 615 apresentações de 192 espetáculos, com público superior a 258 mil espectadores. Um total de 45.700 crianças e jovens da rede pública de ensino participou, gratuitamente, dos programas educativos promovidos; cerca de 2180 profissionais e graduandos frequentaram as oficinas e residências; e foram gerados mais de 2800 empregos temporários.

 

Em 2018, o Festival do Teatro Brasileiro ganhou o prêmio Plataforma de Difusão das Artes Cênicas, concedido pela Secretaria de Estado da Cultural do Distrito Federal. No ano seguinte, ganhou o prêmio nacional Brasil Criativo de Artes Cênicas na categoria Festivais Que Transformam.

 

“O projeto, ao longo das suas 20 edições, sistematizou um novo modelo de circulação, aproximação e celebração cultural no território brasileiro”, avalia Sérgio Bacelar.

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF

e-mail: comunicacao@cultura.df.gov.br

Leia também...