Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/10/15 às 12h01 - Atualizado em 13/11/18 às 14h49

Colmeia recebe atrações de dança de rua

COMPARTILHAR

Apresentação e workshop compõem sexta edição do Projeto Asas

Movimento de grande expressão no Distrito Federal, o hip hop vai ser a atração da sexta edição do Projeto Asas, que acontecerá nesta quarta-feira (28), na Penitenciária Feminina do Distrito Federal (PFDF). O dançarino Alan Jhone, também conhecido como Bboy Papel, fará uma apresentação de Dança de Rua e ministrará um workshop do estilo a partir das 14h.

Na Colmeia, como também é chamada a PFDF, o Bboy Papel vai fazer uma pequena apresentação de Break Dance com seu grupo In Steps, formado a partir de jovens egressos de projetos sociais de Ceilândia, seguido de um workshop com passos básicos de Break e um bate-papo sobre a história da Dança de Rua.

Criador do Festival Internacional de Cultura Urbana Quando as Ruas Chamam, realizado anualmente na cidade e premiado como Melhor Evento de Breaking Latino Americano, Bboy Papel também é representante do Colegiado Setorial de Dança do DF. O dançarino desenvolve ainda trabalhos comunitários com foco na inclusão social através da Dança de Rua, para crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social.

Entre 1998 e 2002, Bboy Papel trabalhou com adolescentes em conflito com a lei no então CAJE. Foi sua primeira experiência profissional com dança. “Acredito muito no poder da cultura. Na época, identifiquei grandes talentos. Jovens que só precisavam de uma oportunidade aqui fora, mas que terminaram tendo lá dentro”, disse, destacando que, agora, tantos anos depois, está animado com a atividade que realizará na Colmeia.

Sobre o Projeto Asas

O Projeto Asas é uma parceira da Secretaria de Cultura com a Secretaria de Justiça e Cidadania, que realiza atividades culturais mensalmente na PFDF. A Subsecretária de Cidadania e Diversidade Cultural da Secretaria de Cultura, Jaqueline Fernandes, explica que, por meio do projeto, foi possível conhecer os diversos talentos das mulheres internas, que afirmaram se sentir encorajadas a alimentar suas potencialidades. “Estamos muito entusiasmadas com a possibilidade do projeto Asas virar um programa de referência no sistema prisional do Distrito Federal”, afirma.

A primeira edição foi um sarau musicado com a poetisa Marina Mara, as rappers Vera Veronika e Julia Nara, e Michelle Lara na voz e violão. A segunda edição trouxe um cineclube com a exibição do filme inédito Quase Samba, seguido de debate com o diretor Ricardo Targino. A terceira edição apresentou um workshop de dança de salão com o bailarino e professor João Carlos Corrêa. Uma oficina para bebês e mães, parte do Festival Internacional de Teatro para Bebês, foi a atividade da quarta edição. O Slam das Minas – batalha de poesias entre mulheres – foi a atração da mais recente edição.

Serviço

Sexta edição do Projeto Asas – Workshop de Dança de Rua

Onde: Penitenciária Feminina do Distrito Federal (PFDF) – Colmeia

Quando: quarta-feira, 28 de outubro, a partir das 14h.

Leia também...