Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/03/16 às 20h34 - Atualizado em 13/11/18 às 14h50

Circuito de Feiras do Livro começa na segunda

COMPARTILHAR

Evento itinerante passa por nove regiões administrativas para promover o livro e a leitura

Com foco primordial na popularização das artes literárias, o Circuito de Feiras do Livro do DF apresenta uma rica e diversificada programação, que se estende por 23 dias, com início nesta segunda (28) e encerramento no dia 27 de abril, sendo todas as atividades gratuitas e abertas à comunidade. O evento começa por Ceilândia. Confira a programação aqui.

Em cada região administrativa, o Circuito promove 27 encontros cultural-literários ao longo de três dias seguidos de atividades. Para tanto, serão montadas tendas para abrigar dois auditórios e salas de oficinas, que devem receber um público de 210 pessoas por vez, hall para exposição de livros e um Café Literário. Espaços que estarão abertos e em atividade todos os dias, das 9h às 21h.

O Circuito de Feiras de Livro do DF foi criado dentro de um formato que contempla as vocações regionais de cada RA por onde vai passar. “O foco especial será nas ações de formação, trabalhando o imaginário e a dimensão do prazer de ler e escrever”, define Nanan Catalão, secretária-adjunta da Secretaria de Cultura. “Além disso, é um circuito estruturado para fomentar os arranjos produtivos da área do livro, da literatura e da leitura”, acrescenta Nanan.

A escolha do tema para este circuito tem como base a formação sociocultural da região. “Os candangos assentados, nos arredores da Cidade Planejada, insistiram em permanecer no DF, mesmo nos casos em que eram convidados a retornar para seus estados de origem ou sob a ameaça de que a cidade satélite deixaria de existir”, explica João Bosco, curador do Circuito.

No âmbito da memória, a vinda de pessoas e com elas seus hábitos e costumes regionais, fez do Distrito Federal um território plural. Tomado por tradições culturais brasileiras que se espalham por toda a região. “Como o sertanejo rural e a catira, tão presentes em Brazlândia e Planaltina, o hip-hop e o repente da Ceilândia, que tem expoentes de projeção nacional, e o Bumba-Meu-Boi de Sobradinho”, exemplifica João. “Com isso, queremos mostrar o quanto a literatura brasileira é constitutiva de nosso patrimônio imaterial tanto nas artes verbais, de natureza oral, quanto nas escritas, ambas constituintes de nossa identidade”, diz.

Programação

Da programação, constarão encontros de alunos da rede pública e particular de ensino com escritores; debates literários entre escritores locais e convidados de fora do Distrito Federal; realização de mediação de leitura, com contação de histórias e declamações de obras literárias; a oportunidade de assistir a um espetáculo de literatura, com a apresentação grupos sejam musicais, de repentistas, de brincantes ou de artes cênicas; e ainda performances de arte urbana verbal e visual. Os artistas do DF foram selecionados por meio de um chamamento público.

Além dos escritores locais, haverá também autores de fora de Brasília, para permitir maior integração entre o público local e esses artistas; e também o intercâmbio com nossos poetas, prosadores e ilustradores. Estão confirmadas as presenças dos romancistas Ana Miranda, Tabajaras Ruas, Jeferson Assumção, Rosangela Rocha Vieira, Menalton Braff, Vicente Cecim, Leo Cunha, Carol Bensimon e Guiomar de Grammont, dos ilustradores Ivan Zigg, André Neves, Celso Sisto, Laerte Silvino, Renato Moriconi, do quadrinista S Lobo, do cordelista César Obeid, e dos poetas José Inácio Vieira e Luís Turiba. As feiras também terão a participação de professores e acadêmicos de Letras de maneira a tornar as atividades mais significativas para autores e para o público em geral.

Mobilização

Um programa de sensibilização vem sendo realizado em escolas da rede pública das nove localidades, por onde o Circuito irá passar. Dentre as atividades estão oficinas para professores, que estão sendo capacitados para atuarem como mediadores das diferentes atividades a serem promovidas nas feiras. As escolas também integram um grande programa educativo que irá levar aos sítios das feiras a um público estimado de 4,5 mil visitantes/dia. Com isso, o Circuito espera receber um público total superior a 120 mil pessoas.

Outra providência preparatória ao evento foi a aquisição de livros, tanto de autores residentes em Brasília quanto dos convidados de fora. Para a composição da lista de autores locais, foi feita uma proposta pelo gabinete da Secretaria de Cultura, com a participação do Colegiado Setorial do Livro e da Leitura. Esses livros foram doados às escolas para serem trabalhados com os alunos antes da realização de cada feira. Durante os dias do evento serão promovidos encontros com os autores desses livros.

Cronograma de realização

Cruzeiro: Já realizada em 2014

RA IX Ceilândia: 28 a 30 de março, das 9h às 21h

RA III Taguatinga: 31 de março a 2 de abril, das 9h às 21h

RA X Guará: 4 a 6 de abril, das 9h às 21h

Núcleo Bandeirante: 6 a 8 de abril, das 9h às 21h

RA II Gama: 11 a 13 de abril, das 9h às 21h

RA IV Brazlândia: 14 a 16 de abril, das 9h às 21h

RA VII Paranoá: 18 a 20 de abril, das 9h às 21h

RA XXIII Varjão: 18 a 20 de abril, das 9h às 21h

RA XXVI Planaltina: 25 a 27 de abril, das 9h às 21h