Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/12/13 às 10h39 - Atualizado em 13/11/18 às 14h39

Cine Brasília recebe mostra de cinema português contemporâneo

COMPARTILHAR


Programação vai de 12 a 19 de dezembro

O Cine Brasília receberá, de 12 a 19 de dezembro, a 2º Mostra Cinema Português Contemporâneo. Serão dez filmes exibidos, sempre às 19h e às 21h, com entrada franca.

A mostra reúne curtas e longas-metragens premiados em diversos festivais internacionais, produzidos entre 2000 e 2012. O evento tem parceria e patrocínio da Embaixada de Portugal no Brasil e do Camões (Instituto da Cooperação e da Língua).

Os filmes enfatizam ainda mais uma característica fundamental da cinematografia portuguesa: a diversidade e liberdade criativa, que foge às concessões e convenções comerciais estéticas, formais e até temáticas.

“O objetivo da mostra é ser um espaço anual do cinema português no Brasil, dando a conhecer ou a rever uma seleção de filmes portugueses de grande qualidade, mas pouco exibidos no Brasil”, afirma a curadora do evento, Carolina Dias.

Além de Brasília, a circulação brasileira do evento também incluiu as cidades de Recife, Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte.

Serão exibidos documentários, filmes de ficção, animação e experimentais, de cineastas consagrados e também de jovens cineastas.

A programação começa com o curta Direto, de Luís Alvarães e Luís Mário Lopes, nesta quinta-feira (12). No mesmo dia serão exibidos A Nossa Forma de Vida, de Pedro Felipe Marques e A Cara que Mereces, de Miguel Gomes.

No último dia de festival, na quinta (19), os dois filmes preferidos do público, escolhido por eles, em uma urna de votação no local, serão exibidos, também às 19h e às 21h.


Veja a programação completa:


Quinta-feira (12/12)

19h – Direto (curta/13'), de Luís Alvarães e Luís Mário Lopes

A Nossa Forma de Vida (longa/doc/91'), Pedro Felipe Marques

21h – A Cara Que Mereces (longa/108'), de Miguel Gomes


Sexta-feira (13/12)

19h – Rafa (curta/25'), de João Salaviza

Angst (longa/doc/53'), de Graça Castanheira

21h – Embargo (longa/ ficção/83'), de António Ferreira


Sábado (14/12)

19h – Super vodka (curta/ ficção/20'), de Leandro Silva

A Arca do Éden (longa/doc/80'), de Marcelo Felix;

21h – Hope (curta/13'), de Pedro Sena Nunes

O Fantasma (longa/90'), de João Pedro Rodrigues


Domingo (15/12)

19h – Jongo (curta/ ficção/15'), de Tiago Souza

O manuscrito perdido (longa/doc/80'), de José Barahona

21h – Posfácio nas Confecções Cunhão (curta/ficção/30'), de António Ferreira

O Barão (longa/88'), de Edgar Pera


Segunda-feira (16/12)

18h – É na Terra Não é na Lua (longa/doc/185'), de Gonçalo Tocha

21h – Vazante (curta/ficção/14'), de Pedro Flores

Branca de Neve (longa/75'), de João César Monteiro


Terça-feira (17/12)

19h – A Vingança de Uma Mulher (longa/100'), de Rita Azevedo Gomes

21h – Alice (longa/102'), de Marco Martins


Quarta-feira (18/12)

19h – Kuduro, Fogo no Museke (Documentário, 52'), de Jorge António

21h – Luanda a Fábrica da Música (Documentário/56'), de Kiluanje Liberdade e Inês Gonçalves


Quinta-feira (19/12)

19h e 21h – Os dois filmes preferidos do público