Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/12/16 às 13h15 - Atualizado em 13/11/18 às 14h50

Cine Brasília: programação para dezembro de 2016

COMPARTILHAR

Variada seleção de filmes ocupa o Cine Brasília no período 01 a 07 de dezembro. Estive em Lisboa e Lembrei de Você, baseado no livro de Luiz Ruffato, amplia a visão sobre a imigração. Paz Para Nós em Nossos Sonhos, que segue em cartaz, traz ao brasiliense o cinema sensorial feito na Lituânia. Cicero Dias, o Compadre de Picasso é o oitavo longa metragem de Vladimir Carvalho. Nele, o mestre paraibano de nascimento e brasiliense de coração, esmiúça a biografia de um dos pintores mais importantes do país.

A programação abre ainda espaço para duas sessões especiais. A primeira, marcada para sábado, é a do filme Aguaceiros que revisita cidades da Região Serrana do Rio de Janeiro após a tragédia de 2011. Por fim, recebemos o lançamento em Brasília de Para Além dos Seios, documentário que chama a atenção para a necessidade de politicas públicas na contemporaneidade.

P R O G R A M A Ç Ã O

Quinta, 01 /12

14h30 – Estive em Lisboa e Lembrei de Você (Brasil/Portugal, 2015, Drama, 94 min, classificação 16 anos), direção José Barahona.

Sinopse: Cataguases, Minas Gerais, Brasil, 2005. Depois de um casamento frustrado, que o faz perder o emprego e o contato com o filho, Sérgio de Souza Sampaio (Paulo Azevedo) decide emigrar para Lisboa, Portugal. Lá, corre a lenda, é possível recompor a vida e fazer um bom pé de meia para depois retornar à terra natal. Cheio de sonhos, Sérgio parte para Lisboa, onde é confrontado com a dura realidade da imigração: o dia-a-dia, o submundo e as diferenças culturais vão revelar um lugar diferente daquele com que sonhara.

Trailer: http://estiveemlisboafilme.com.br/#trailer

17h – Paz Para Nós em Nossos Sonhos (França/Lituânia/Rússia, drama 107 minutos, classificação 14 anos), direção Sharunas Bartas.

Sinopse: Em um dia de verão, um homem, a atual companheira e a filha chegam à casa de campo para um fim de semana. Após a morte da mãe, a jovem de 16 anos mora com o pai, que pouco lhe dá atenção. Ele, por sua vez, está cansado da rotina de trabalho e não sabe mais como encontrar forças para continuar a viver. Sua mulher, violinista sem qualquer prazer pela vida, está confusa sobre o que deve priorizar: a música, o amor ou a carreira. Apesar do amor que sentem um pelo outro, o relacionamento dos três está à beira de um colapso.

Trailer: www.youtube.com/watch?v=ZPyN5EHcBnQ

19h – Cicero Dias, o Compadre de Picasso (Brasil, 2015, documentário, 76 minutos, classificação livre), direção: Vladimir Carvalho.

Sinopse: Pintor pernambucano ligado aos modernistas, Cícero Dias (1907-2003) radicou-se em Paris em 1937, fugindo da perseguição política do Estado Novo. Apesar da distância do país natal, ele nunca perdeu de vista as cores e os sons de sua infância na casa de Jundiá, mesclando essas raízes com a convivência com nomes de ponta das vanguardas europeias, como Pablo Picasso, Fernand Léger e Juan Miró. Dessa troca de influências, nasceu um pintor de repercussão internacional, que transformou toda a sua vivência, inclusive sua reclusão durante a Segunda Guerra Mundial, na base de uma arte que atravessa fronteiras.

Trailer www.youtube.com/watch?v=PorQ32DSxes

Sexta, 02/12

14h30 – Creepy (Japão, 2016, horror, 130 min, classificação 16 anos), dir: Kiyoshi Kurosawa. Sinopse: Takakura, detetive da polícia de Tóquio, se aposentou por conta de um traumatizante incidente. Agora é professor de psicologia criminal na universidade. Esperando que a nova carreira traga mais tranquilidade, se muda para o subúrbio. Seus vizinhos imediatos são os Nishino. Embora Takakura tenha se afastado do trabalho policial, não contem a curiosidade quando Nogami, seu ex-colega, conta o caso do desaparecimento de uma família. Um dia, Takakura é abordado pela filha do vizinho, que lhe diz: “Aquele homem na minha casa não é meu pai… Ele é um completo estranho”.

Trailer: http://www.zetafilmes.com.br/2015/filme.php?id=40

17h – Paz Para Nós em Nossos Sonhos (França/Lituânia/Rússia, drama 107 minutos, classificação 14 anos), direção Sharunas Bartas.

Sinopse: Em um dia de verão, um homem, a atual companheira e a filha chegam à casa de campo para um fim de semana. Após a morte da mãe, a jovem de 16 anos mora com o pai, que pouco lhe dá atenção. Ele, por sua vez, está cansado da rotina de trabalho e não sabe mais como encontrar forças para continuar a viver. Sua mulher, violinista sem qualquer prazer pela vida, está confusa sobre o que deve priorizar: a música, o amor ou a carreira. Apesar do amor que sentem um pelo outro, o relacionamento dos três está à beira de um colapso.

Trailer: www.youtube.com/watch?v=ZPyN5EHcBnQ

19h – Cicero Dias, o Compadre de Picasso (Brasil, 2015, documentário, 76 minutos, classificação livre), direção: Vladimir Carvalho.

Sinopse: Pintor pernambucano ligado aos modernistas, Cícero Dias (1907-2003) radicou-se em Paris em 1937, fugindo da perseguição política do Estado Novo. Apesar da distância do país natal, ele nunca perdeu de vista as cores e os sons de sua infância na casa de Jundiá, mesclando essas raízes com a convivência com nomes de ponta das vanguardas europeias, como Pablo Picasso, Fernand Léger e Juan Miró. Dessa troca de influências, nasceu um pintor de repercussão internacional, que transformou toda a sua vivência, inclusive sua reclusão durante a Segunda Guerra Mundial, na base de uma arte que atravessa fronteiras.

Trailer www.youtube.com/watch?v=PorQ32DSxes

21h – Estive em Lisboa e Lembrei de Você (Brasil/Portugal, 2015, Drama, 94 min, classificação 16 anos), direção José Barahona.

Sinopse: Cataguases, Minas Gerais, Brasil, 2005. Depois de um casamento frustrado, que o faz perder o emprego e o contato com o filho, Sérgio de Souza Sampaio (Paulo Azevedo) decide emigrar para Lisboa, Portugal. Lá, corre a lenda, é possível recompor a vida e fazer um bom pé de meia para depois retornar à terra natal. Cheio de sonhos, Sérgio parte para Lisboa, onde é confrontado com a dura realidade da imigração: o dia-a-dia, o submundo e as diferenças culturais vão revelar um lugar diferente daquele com que sonhara.

Trailer: http://estiveemlisboafilme.com.br/#trailer

Sábado, 03/12

12h30 – Creepy (Japão, 2016, horror, 130 min, classificação 16 anos), dir: Kiyoshi Kurosawa. Sinopse: Takakura, detetive da polícia de Tóquio, se aposentou por conta de um traumatizante incidente. Agora é professor de psicologia criminal na universidade. Esperando que a nova carreira traga mais tranquilidade, se muda para o subúrbio. Seus vizinhos imediatos são os Nishino. Embora Takakura tenha se afastado do trabalho policial, não contem a curiosidade quando Nogami, seu ex-colega, conta o caso do desaparecimento de uma família. Um dia, Takakura é abordado pela filha do vizinho, que lhe diz: “Aquele homem na minha casa não é meu pai… Ele é um completo estranho”.

Trailer: http://www.zetafilmes.com.br/2015/filme.php?id=40

15h – Estive em Lisboa e Lembrei de Você (Brasil/Portugal, 2015, Drama, 94 min, classificação 16 anos), direção José Barahona.

Sinopse: Cataguases, Minas Gerais, Brasil, 2005. Depois de um casamento frustrado, que o faz perder o emprego e o contato com o filho, Sérgio de Souza Sampaio (Paulo Azevedo) decide emigrar para Lisboa, Portugal. Lá, corre a lenda, é possível recompor a vida e fazer um bom pé de meia para depois retornar à terra natal. Cheio de sonhos, Sérgio parte para Lisboa, onde é confrontado com a dura realidade da imigração: o dia-a-dia, o submundo e as diferenças culturais vão revelar um lugar diferente daquele com que sonhara.

Trailer: http://estiveemlisboafilme.com.br/#trailer

17h – Paz Para Nós em Nossos Sonhos (França/Lituânia/Rússia, drama 107 minutos, classificação 14 anos), direção Sharunas Bartas.

Sinopse: Em um dia de verão, um homem, a atual companheira e a filha chegam à casa de campo para um fim de semana. Após a morte da mãe, a jovem de 16 anos mora com o pai, que pouco lhe dá atenção. Ele, por sua vez, está cansado da rotina de trabalho e não sabe mais como encontrar forças para continuar a viver. Sua mulher, violinista sem qualquer prazer pela vida, está confusa sobre o que deve priorizar: a música, o amor ou a carreira. Apesar do amor que sentem um pelo outro, o relacionamento dos três está à beira de um colapso.

Trailer: www.youtube.com/watch?v=ZPyN5EHcBnQ

19h – Cicero Dias, o Compadre de Picasso (Brasil, 2015, documentário, 76 minutos, classificação livre), direção: Vladimir Carvalho.

Sinopse: Pintor pernambucano ligado aos modernistas, Cícero Dias (1907-2003) radicou-se em Paris em 1937, fugindo da perseguição política do Estado Novo. Apesar da distância do país natal, ele nunca perdeu de vista as cores e os sons de sua infância na casa de Jundiá, mesclando essas raízes com a convivência com nomes de ponta das vanguardas europeias, como Pablo Picasso, Fernand Léger e Juan Miró. Dessa troca de influências, nasceu um pintor de repercussão internacional, que transformou toda a sua vivência, inclusive sua reclusão durante a Segunda Guerra Mundial, na base de uma arte que atravessa fronteiras.

Trailer www.youtube.com/watch?v=PorQ32DSxes

21h – Aguaceiro (Brasil, 2015, documentário, 155minutos, classificação 12 anos), direção: Leonardo Villar e Felipe Caruzo.

Sinopse: Documentário mostra como estão os moradores que vivenciaram a maior tragédia climática do Brasil ocorrida em 2011 na região serrana do Rio de Janeiro. A equipe visitou as cidades mais atingidas: Petrópolis, Teresópolis, São José do Vale do Rio Preto e Nova Friburgo.

Trailer: http://www.lvpaudiovisual.com.br/projetos-realizados.html#

Domingo, 04/12

12h30 – Creepy (Japão, 2016, horror, 130 min, classificação 16 anos), dir: Kiyoshi Kurosawa. Sinopse: Takakura, detetive da polícia de Tóquio, se aposentou por conta de um traumatizante incidente. Agora é professor de psicologia criminal na universidade. Esperando que a nova carreira traga mais tranquilidade, se muda para o subúrbio. Seus vizinhos imediatos são os Nishino. Embora Takakura tenha se afastado do trabalho policial, não contem a curiosidade quando Nogami, seu ex-colega, conta o caso do desaparecimento de uma família. Um dia, Takakura é abordado pela filha do vizinho, que lhe diz: “Aquele homem na minha casa não é meu pai… Ele é um completo estranho”.

Trailer: http://www.zetafilmes.com.br/2015/filme.php?id=40

15h – Paz Para Nós em Nossos Sonhos (França/Lituânia/Rússia, drama 107 minutos, classificação 14 anos), direção Sharunas Bartas.

Sinopse: Em um dia de verão, um homem, a atual companheira e a filha chegam à casa de campo para um fim de semana. Após a morte da mãe, a jovem de 16 anos mora com o pai, que pouco lhe dá atenção. Ele, por sua vez, está cansado da rotina de trabalho e não sabe mais como encontrar forças para continuar a viver. Sua mulher, violinista sem qualquer prazer pela vida, está confusa sobre o que deve priorizar: a música, o amor ou a carreira. Apesar do amor que sentem um pelo outro, o relacionamento dos três está à beira de um colapso.

Trailer: www.youtube.com/watch?v=ZPyN5EHcBnQ

17h – Para Além dos Seios (Brasil, 2016, documentário, 75 minutos, classificação 16 anos), direção: Adriano Big.

Sinopse: PARA ALÉM DOS SEIOS parte do seio enquanto significante do feminino, para problematizar as relações com o corpo e o gênero na contemporaneidade, através de assuntos como mastectomia, transgêneros, assédio e violências contra a mulher, feminismo, marcha das vadias, sexualização do feminino e ditadura da imagem, cirurgias estéticas, amamentação, entre outros, buscando o empoderamento da mulher, a tolerância e o respeito ao outro, trazendo à tona discussões atuais como aborto, liberação da maconha e seu uso medicinal, a teoria queer, uma visão crítica das representações midiáticas, a opressão das ideologias religiosas sobre os corpos e tantas outras necessárias ao nosso tempo. *SESSAO PARA CONVIDADOS*

Trailer: www.facebook.com/paraalemdosseios/

19h – Cicero Dias, o Compadre de Picasso (Brasil, 2015, documentário, 76 minutos, classificação livre), direção: Vladimir Carvalho.

Sinopse: Pintor pernambucano ligado aos modernistas, Cícero Dias (1907-2003) radicou-se em Paris em 1937, fugindo da perseguição política do Estado Novo. Apesar da distância do país natal, ele nunca perdeu de vista as cores e os sons de sua infância na casa de Jundiá, mesclando essas raízes com a convivência com nomes de ponta das vanguardas europeias, como Pablo Picasso, Fernand Léger e Juan Miró. Dessa troca de influências, nasceu um pintor de repercussão internacional, que transformou toda a sua vivência, inclusive sua reclusão durante a Segunda Guerra Mundial, na base de uma arte que atravessa fronteiras.

Trailer www.youtube.com/watch?v=PorQ32DSxes

21h – Estive em Lisboa e Lembrei de Você (Brasil/Portugal, 2015, Drama, 94 min, classificação 16 anos), direção José Barahona.

Sinopse: Cataguases, Minas Gerais, Brasil, 2005. Depois de um casamento frustrado, que o faz perder o emprego e o contato com o filho, Sérgio de Souza Sampaio (Paulo Azevedo) decide emigrar para Lisboa, Portugal. Lá, corre a lenda, é possível recompor a vida e fazer um bom pé de meia para depois retornar à terra natal. Cheio de sonhos, Sérgio parte para Lisboa, onde é confrontado com a dura realidade da imigração: o dia-a-dia, o submundo e as diferenças culturais vão revelar um lugar diferente daquele com que sonhara.

Trailer: http://estiveemlisboafilme.com.br/#trailer

Segunda, 05/12

19h – Cicero Dias, o Compadre de Picasso (Brasil, 2015, documentário, 76 minutos, classificação livre), direção: Vladimir Carvalho.

Sinopse: Pintor pernambucano ligado aos modernistas, Cícero Dias (1907-2003) radicou-se em Paris em 1937, fugindo da perseguição política do Estado Novo. Apesar da distância do país natal, ele nunca perdeu de vista as cores e os sons de sua infância na casa de Jundiá, mesclando essas raízes com a convivência com nomes de ponta das vanguardas europeias, como Pablo Picasso, Fernand Léger e Juan Miró. Dessa troca de influências, nasceu um pintor de repercussão internacional, que transformou toda a sua vivência, inclusive sua reclusão durante a Segunda Guerra Mundial, na base de uma arte que atravessa fronteiras.

Trailer www.youtube.com/watch?v=PorQ32DSxes

21h – Estive em Lisboa e Lembrei de Você (Brasil/Portugal, 2015, Drama, 94 min, classificação 16 anos), direção José Barahona.

Sinopse: Cataguases, Minas Gerais, Brasil, 2005. Depois de um casamento frustrado, que o faz perder o emprego e o contato com o filho, Sérgio de Souza Sampaio (Paulo Azevedo) decide emigrar para Lisboa, Portugal. Lá, corre a lenda, é possível recompor a vida e fazer um bom pé de meia para depois retornar à terra natal. Cheio de sonhos, Sérgio parte para Lisboa, onde é confrontado com a dura realidade da imigração: o dia-a-dia, o submundo e as diferenças culturais vão revelar um lugar diferente daquele com que sonhara.

Trailer: http://estiveemlisboafilme.com.br/#trailer

Terça, 06/12, 20h Concerto da Orquestra Sinfônica.

Quarta, 07/12

14h30 – Creepy (Japão, 2016, horror, 130 min, classificação 16 anos), dir: Kiyoshi Kurosawa. Sinopse: Takakura, detetive da polícia de Tóquio, se aposentou por conta de um traumatizante incidente. Agora é professor de psicologia criminal na universidade. Esperando que a nova carreira traga mais tranquilidade, se muda para o subúrbio. Seus vizinhos imediatos são os Nishino. Embora Takakura tenha se afastado do trabalho policial, não contem a curiosidade quando Nogami, seu ex-colega, conta o caso do desaparecimento de uma família. Um dia, Takakura é abordado pela filha do vizinho, que lhe diz: “Aquele homem na minha casa não é meu pai… Ele é um completo estranho”.

Trailer: http://www.zetafilmes.com.br/2015/filme.php?id=40

17h – Paz Para Nós em Nossos Sonhos (França/Lituânia/Rússia, drama 107 minutos, classificação 14 anos), direção Sharunas Bartas.

Sinopse: Em um dia de verão, um homem, a atual companheira e a filha chegam à casa de campo para um fim de semana. Após a morte da mãe, a jovem de 16 anos mora com o pai, que pouco lhe dá atenção. Ele, por sua vez, está cansado da rotina de trabalho e não sabe mais como encontrar forças para continuar a viver. Sua mulher, violinista sem qualquer prazer pela vida, está confusa sobre o que deve priorizar: a música, o amor ou a carreira. Apesar do amor que sentem um pelo outro, o relacionamento dos três está à beira de um colapso.

Trailer: www.youtube.com/watch?v=ZPyN5EHcBnQ

19h – Cicero Dias, o Compadre de Picasso (Brasil, 2015, documentário, 76 minutos, classificação livre), direção: Vladimir Carvalho.

Sinopse: Pintor pernambucano ligado aos modernistas, Cícero Dias (1907-2003) radicou-se em Paris em 1937, fugindo da perseguição política do Estado Novo. Apesar da distância do país natal, ele nunca perdeu de vista as cores e os sons de sua infância na casa de Jundiá, mesclando essas raízes com a convivência com nomes de ponta das vanguardas europeias, como Pablo Picasso, Fernand Léger e Juan Miró. Dessa troca de influências, nasceu um pintor de repercussão internacional, que transformou toda a sua vivência, inclusive sua reclusão durante a Segunda Guerra Mundial, na base de uma arte que atravessa fronteiras.

Trailer www.youtube.com/watch?v=PorQ32DSxes

21h – Estive em Lisboa e Lembrei de Você (Brasil/Portugal, 2015, Drama, 94 min, classificação 16 anos), direção José Barahona.

Sinopse: Cataguases, Minas Gerais, Brasil, 2005. Depois de um casamento frustrado, que o faz perder o emprego e o contato com o filho, Sérgio de Souza Sampaio (Paulo Azevedo) decide emigrar para Lisboa, Portugal. Lá, corre a lenda, é possível recompor a vida e fazer um bom pé de meia para depois retornar à terra natal. Cheio de sonhos, Sérgio parte para Lisboa, onde é confrontado com a dura realidade da imigração: o dia-a-dia, o submundo e as diferenças culturais vão revelar um lugar diferente daquele com que sonhara.

Trailer: http://estiveemlisboafilme.com.br/#trailer

 

Semana de 22 de dezembro a 28 de dezembro      

Estreia

 

O que está por vir

 (drama/França/Alemanha/98min/2016)

 de Mia Hansen-Løve

 Com: Isabelle Huppert, André Marcon, Roman Kolinka

 Sinopse:  Nathalie (Isabelle Huppert) costumava ser uma mãe de família com dois filhos e professora de filosofia realizada, até que toda a sua vida começa a ruir. Ela é traída pelo marido, demitida do emprego e perde a mãe. Sozinha aos 55 anos de idade, ela precisa lidar com o abandono e todos os seus conflitos.

 O que foi dito:Os trinta primeiros minutos desse drama se desenvolvem de maneira calma. Nathalie (Isabelle Huppert) é apresentada junto do marido e dos filhos pequenos numa viagem agradável. Anos mais tarde, a personagem é vista em sua rotina de professora de filosofia. A família caminha bem, assim como o trabalho. A princípio, não há conflito: Nathalie é uma mulher bem resolvida com a paixão pela filosofia e com o abandono das bandeiras políticas defendidas no passado. Porém, como sugere o título, a protagonista passa a enfrentar uma série de reviravoltas. São uma, duas, três mudanças importantes em sua vida, do tipo que a maioria dos dramas trataria como uma tragédia lacrimosa. O Que Está Por Vir, no entanto, é conduzido com uma leveza impressionante. Nathalie sofre, é claro, mas a diretora Mia Hansen-Love não permite que o sofrimento tome conta da personagem, nem do filme.” (Bruno Carmelo)

Autorretrato de uma filha obediente

 (drama/Romênia/81min/2016)

 de Ana Lungu

Com:Elena Popa, Emilian Oprea, Andrei Enache

Sinopse:Aos 30 anos de idade, Cristiana (Elena Popa) sempre teve uma vida correta, criada pelos pais burgueses em um bairro nobre. Ela prepara sua tese de doutorado, em engenharia relacionada aos terremotos, e de vez em quando sai com duas amigas de longa data. Mas seu real prazer é manter um caso com um homem casado pelo qual está apaixonada. Cristiana tem outro sonho: comprar um cachorro, desejo de infância que nunca foi autorizada a concretizar.

Comentários:“O filme é perfeito! A fotografia, a direção, a montagem, tudo! Sai da mesmice do cinema romeno. E além disso, é dirigido por uma mulher. Algo raro no cinema do país. Vale dizer que o filme trata de temas universais. É uma obra que precisa ser valorizada. (comentário espectador em Adoro Cinema) 

Prêmios e festivais

Depois de estrear no festival de Roterdã, Autorretrato de uma Filha Obediente foi exibido no festival de Bucareste, e venceu o Crossing Europe Award.

 

Permanece em cartaz          

Cícero Dias, o compadre de Picasso

 (documentário/Brasil/79min/2016)

de Vladimir Carvalho

Sinopse:Pintor pernambucano ligado aos modernistas, Cícero Dias (1907-2003) radicou-se em Paris a partir de 1937, fugindo da perseguição política do Estado Novo. Apesar da distância do país natal, ele nunca perdeu de vista as cores e os sons de sua infância na casa de Jundiá, mesclando essas raízes com a convivência com nomes de ponta das vanguardas europeias, como Pablo Picasso, Fernand Léger e Juan Miró. Dessa troca de influências, nasceu um pintor de repercussão internacional, que transformou toda a sua vivência, inclusive sua reclusão durante a Segunda Guerra Mundial, na base de uma arte que atravessa fronteiras. 

O que se diz: Oitavo longa-metragem do autor do clássico O país de São Saruê, esmiúça cronológica e magistralmente a biografia do pintor, desde a experiência da infância no engenho de Jundiá, passando pela juventude no Brasil, por fim o período maduro em Paris quando então é influenciado pelo surrealismo e a vanguarda européia de um modo geral. O complemento do título nos diz “compadre de Picasso”, o que parece ser – como gostam de expressar os franceses – uma boutade, uma tirada espirituosa, no caso do filme de Vladimir, uma boutade paradoxal e irônica, de sabor nordestino e universal. Surpreendente e essencial” (SM)                                                                                                                                                                                 

Programação:

 

Quinta-Feira (22/12)

 

13h30 –Autorretrato de uma filha obediente

15h10 – Cícero Dias – O compadre de Picasso

16h45 – O que está por vir

19h00 – Autorretrato de uma filha obediente

20h50 – O que está por vir

 

Sexta-Feira (23/12)

 

13h30 –Autorretrato de uma filha obediente

15h10 – Cícero Dias – O compadre de Picasso

16h45 – O que está por vir

19h00 – Autorretrato de uma filha obediente

20h50 – O que está por vir

 

Sábado e Domingo 24 e 25 de dezembro

            (Não haverá sessões)

 

Segunda-feira (26/12)

 

13h30 –Autorretrato de uma filha obediente

15h10 – Cícero Dias – O compadre de Picasso

16h45 – O que está por vir

19h00 – Autorretrato de uma filha obediente

20h50 – O que está por vir

 

Terça-feira (27/12)

 

13h30 –Autorretrato de uma filha obediente

15h10 – Cícero Dias – O compadre de Picasso

16h45 – O que está por vir

19h00 – Autorretrato de uma filha obediente

20h50 – O que está por vir

 

Quarta-feira (28/12)

 

13h30 –Autorretrato de uma filha obediente

15h10 – Cícero Dias – O compadre de Picasso

16h45 – O que está por vir

19h00 – Autorretrato de uma filha obediente

20h50 – O que está por vir

 

 

S E R V I Ç O:

Ingressos: R$ 12,00 (inteira) R$ 6,00 (meia entrada)

Programador responsável: Sergio Moriconi smoriconi@terra.com.br

Programação Completa em: www.cultura.df.gov.br e

facebook.com/cinebrasilia1960