Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/07/16 às 12h44 - Atualizado em 13/11/18 às 14h50

Casa do Cantador terá shows de repente e forró

COMPARTILHAR

Chamamento público selecionará 12 duplas de repentistas e 30 grupos de pé-de-serra

Referência da música de raiz no Distrito Federal, a Casa do Cantador vai celebrar seus 30 anos com muito repente e forró neste segundo semestre. A partir do dia 26 de agosto e até o fim do ano, o espaço cultural de Ceilândia ganhará uma série de shows regulares que revigoram a vocação original do local. Para isso, nesta quinta (28) a Secretaria de Cultura do DF lançou edital de chamamento público para seleção de 12 duplas de repentistas e 30 grupos (três integrantes) de forró pé-de-serra.

“Queremos fortalecer a identidade da Casa do Cantador como um espaço dedicado à cultura popular e, ao mesmo tempo, fazer circular os talentos do DF e Ride a partir de uma seleção democrática”, diz Mariana Soares, subsecretária de Políticas de Desenvolvimento e Promoção Cultural. Segundo ela, a expectativa é também mostrar o vigor das diversas expressões culturais do Distrito Federal.

Diretor do espaço desde 2012, Francisco de Assis Chagas Filho, o Neném, define o projeto como nos moldes das cantorias do Nordeste. “A gente precisava deste projeto de identificação, voltado para a música nordestina no estilo pé-de-parede”, reconhece. E foi assim que nasceu, primeiramente, a Sexta do Repente. “O evento era realizado esporadicamente, agora com os chamamentos públicos, poderemos ter uma regularidade maior”.

Serão ao todo seis Sextas do Repente, de 26 de agosto até 9 de dezembro. “O show é bem informal, como pede a tradição: os cantadores chegam e a plateia participa sugerindo temas e motes para os repentistas improvisarem”, detalha Neném.

O outro evento que ganha uma agenda mais consolidada até o fim do ano é o Sabadão do Forró, que surgiu de maneira semelhante ao primeiro. “Ceilândia tem uma gama muito grande de nordestinos e a comunidade cobrava muito um espaço para o forró. Então resolvemos levantar a bandeira do pé-de-serra e abraçar o forró original de triângulo, zabumba e sanfona”, define.

Para o Sabadão, serão nove eventos de 27 de agosto até 17 de dezembro, com participação de três grupos em cada dia. Embora reforce a sua verve nordestina, da tradição da música popular, a Casa do Cantador mantém uma relação estreita com as mais diversas iniciativas artísticas, sobretudo o hip-hop e a arte urbana, traços muito característicos da comunidade criativa ceilandense.

As inscrições podem ser feitas no Protocolo da Secretaria de Cultura de 28 de julho a 5 de agosto ou enviada pelos Correios até o dia 6 de agosto, para o endereço SCN, Via N2, Anexo do Teatro Nacional Claudio Santoro, Brasília DF CEP: 70070-200 aos cuidados da Comissão Provisória de Avaliação (será considerada como válida a data da postagem). Os envelopes que constam as fichas devem ser lacrados. Baixe a ficha de inscrição aqui.

O chamamento para ocupação da Casa do Cantador integra o Programa de Promoção, Difusão e Intercâmbio Cultural do Distrito Federal, que visa ampliar a circulação e distribuição de agentes, bens e serviços culturais e criativos, dentre outras diretrizes, como criação de plataformas virtuais para a promoção da cultura e capacitação para o empreendedorismo, intensificando a economia criativa em todo o território do DF e Ride.

Serviço

Chamamento público para a Casa do Cantador

Inscrições: de 28 de julho a 6 de agosto