Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/02/19 às 19h04 - Atualizado em 22/02/19 às 19h04

Carnaval Social promove baile de carnaval da melhor idade na quadra da Aruc no Cruzeiro

COMPARTILHAR

Foliões da terceira idade lotaram a sede da Escola de Samba Unidos do Cruzeiro (Aruc) nesta tarde (22), dançando ao som de tradicionais marchinhas e sambas de Carnaval. O evento promovido pela Secretaria de Cultura em parceria com a Administração Regional do Cruzeiro reuniu cerca de 1400 pessoas.

 

O Baile da Melhor Idade, evento tradicional de Brasília, destina-se a pessoas assistidas pelos Centros públicos de Convivência dos Idosos (CCIs) e Lares sociais de atendimento, como Maria Madalena, Lar dos Velhinhos, Lar Bezerra de Menezes entre outros.

 

O secretário de Cultura, Adão Cândido, acompanhado pelo subsecretário de Difusão Cultural, Pepa, participou da festa e destacou a importância da iniciativa. “A terceira idade precisa de atenção, e o nosso objetivo é abrir espaço para ela nos eventos da Cultura. Esse baile, por exemplo, acontecia num local acanhado e por isso decidimos trazê-lo para cá”. O deputado distrital Reginaldo Sardinha (Avante) elogiou a mudança de local. “Ajudamos a viabilizar e mobilizei um pessoal para colaborar na organização”.

 

A presidente da Associação dos Idosos Paz e Amor do Cruzeiro Velho, uma das entidades envolvidas na produção do baile há 31 anos, Marlene Cerqueira, 84, também aprovou a mudança e diz que a nova administração do GDF “começou bem”. “Nós precisamos mesmo de atenção”, disse. “Veja que charmosos nossos rei e rainha do Carnaval”, apontou para Chula e Vanilda, mestre sala, 79, e porta-bandeira, 72.

 

O baile serve também para prestação de serviços essenciais do governo. Uma equipe da saúde, com apoio da Vigilância Ambiental do DF, aproveitou para chamar a atenção de idosos para ajudar no combate à propagação do Aedes aegypti, mosquito vetor de doenças como dengue, chikungunya e zika vírus, que fazem da terceira idade um grupo de risco.

 

O evento também contou com distribuição de preservativos. Segundo a gerente da Unidade Básica de Saúde 2 do Cruzeiro Velho, Sandra Mauch, é importante fazer essa conscientização com a terceira idade. “Alguns não gostam que a gente ofereça, mas, deixando à vista, apanham sim, como não?”, explica.

 

Tarde quente, água, água de coco, mesa de frutas e lanchinho oferecido pelos organizadores mantiveram as pessoas animadas. “Dá gosto ver a alegria deles”, observou Célia Cunha Silva, da Vigilância Ambiental, fantasiada de aegypti, no clima da festa.

Leia também...