Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/05/17 às 18h18 - Atualizado em 13/11/18 às 15h07

Brasília recebe II Encontro de Pífanos

COMPARTILHAR

Evento apoiado pelo FAC traz grandes nomes da música brasileira, como Banda de Pífanos de Caruaru e Carlos Malta

Banda de Pife, Banda de Pífanos, Terno de Pífano ou Banda Cabaçal. Muitos são os nomes dados a essa importante, histórica e bela manifestação da nossa cultura popular. Tendo como o instrumento principal o pífano, uma flauta transversal, feita geralmente de bambu, com 7 orifícios, sendo 1 para soprar e 6 para tocar, as bandas estão presentes, principalmente, em regiões como o Cariri Cearense, Pernambuco e Paraíba. As Bandas de Pife tradicionais geralmente se apresentam em novenas religiosas e em festas para animar o povo. Mas também novas gerações de Bandas de Pífano surgem por várias regiões do país, unindo o tradicional e o moderno, com novos arranjos, cores e tons.

E para trazer ao público de Brasília um pouco da diversidade de bandas de pífano que alegram e encantam o nosso Brasil, será realizado, dos dias 3 a 5 de junho, o II Encontro de Pífanos de Brasília. O evento contará com atrações locais e grandes nomes da música brasileira, unindo pifeiras e pifeiros, os novos e os mais velhos, como: Banda de Pífanos de Caruaru (PE), Carlos Malta (RJ), Irmãos Aniceto (CE), Chau do Pife (AL), Flautins Matuá (SP), Ventoinha de Canudo (DF), Mamulengo Presepada (DF), Duo Alvenaria (DF) e, é claro, com o grupo anfitrião do Encontro, Mestre Zé do Pife e as Juvelinas (DF), todos com apresentações na Feira da Torre de TV. E além das apresentações, o evento realizará oficinas artísticas, de produção e comunicação.

As Bandas de Pífe

De origem indígena, as Bandas de Pífano são conhecidas também como zabumba, cabaçal, terno de pífanos, entre outras denominações. As bandas tem em suas formações músicos, com variados instrumentos, como pífano, zabumba, triângulo, caixa e pandeiro. As Bandas de Pífano tradicionais geralmente se apresentam em novenas religiosas e em festas para animar o povo. Mas também novas gerações surgem por várias regiões do país, unindo o tradicional e o moderno, com novos arranjos, cores e tons. No Nordeste é onde se concentram a maioria das bandas de pífano tradicionais, mas a sonoridade dos pífanos se espalhou pelo país, e hoje podemos encontrar esta forma de expressão em muitas regiões, com diferentes misturas e sotaques.

O Encontro de Pífanos de Brasília

O Encontro de Pífanos de Brasília é realizado pelo grupo Mestre Zé do Pife e as Juvelinas, na missão perpetuada por Seu Zé de não deixar as bandas de pife acabar. A primeira edição do evento foi realizada em 2015, de forma totalmente independente, e contou com a força de amigos e parceiros como as bandas Maracaju e La Pifada, da França, e com os grupos locais Ventoinha de Canudo, Mamulengo Presepada e Mestre Zé do Pife e as Juvelinas. O II Encontro de Pífanos de Brasília tem apresentação do Fundo de Apoio à Cultura (FAC), e com esse apoio iremos trazer algumas bandas que nos auxiliaram no 1º Encontro, como Ventoinha de Canudo (DF), Mamulengo Presepada (DF) e Duo Alvenaria (DF), e também as que visitamos em 2014 em nossa Circulação Nacional, como a Banda de Pífanos de Caruaru (PE), os Irmãos Aniceto (CE) e o Flautins Matuá (SP). E além destes, o Encontro terá Chau do Pife e banda (AL) com participação especial de Carlos Malta e, é claro, o grupo anfitrião do Encontro, Mestre Zé do Pife e as Juvelinas (DF).

O 2º Encontro de Pífanos de Brasília conta com Apresentação do Fundo de Apoio à Cultura (FAC), Secretaria de Cultura, Governo do Distrito Federal.

SERVIÇO

II Encontro de Pífanos de Brasília

Quando? 3 a 5 de junho

Onde? Feira da Torre de TV

Quanto? Entrada franca

Classificação Livre

PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICA

Sábado, 3 de Junho

17h – Cortejo de abertura com Aprendizes de Zé do Pife (DF)

18h – Mamulengo Presepada (DF)

19h – Ventoinha de Canudo (DF)

20h30 – Flautins Matuá (SP)

22h – Banda de Pífanos de Caruaru (PE)

Domingo, 04 de junho

18h – Duo Alvenaria (DF)

19h – Mestre Zé do Pife e as Juvelinas (DF)

20h30 – Irmãos Aniceto (CE)

22h00 – Chau do Pife (AL) e banda, com participação especial de Carlos Malta (RJ)

PROGRAMAÇÃO DE OFICINAS

Sábado, 03 de Junho

– Oficina de fabricação de pífanos – Mestre Zé do Pife e as Juvelinas (DF) – 9h às 12h – Gratuita.

– Palestra e Círculo de debate sobre produção e fomento da cultura popular – Produtores do DF e do Brasil – 14h às 17h – Gratuita

Domingo, 04 de junho

– Oficina de danças cabaçais – Irmãos Anicete (CE) – 9h às 12h – Gratuita

Segunda, 05 de junho

– Revelando Segredos de Pífano – Chau do Pife (AL) e Carlos Malta (RJ) – 9h às 12h – contribuição mínima de R$ 30,00

– Xingu Cariri Caruaru Carioca – Espaço Itaú DF – Casa Park. 14h Com roda de conversa com Carlos Malta. Ingresso: R$ 27 (inteira) R$13,50 (meia). Quem fizer oficinas ou mostrar pífano na entrada paga meia!

– Oficina Comunicante: Comunicação para a Cultura Popular – Pareia Comunicação e Estúdio Gunga (DF) – 19h as 22h – Gratuita

Para mais informações e inscrição:

oficinasdepifano@gmail.com