Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/06/14 às 21h11 - Atualizado em 13/11/18 às 14h49

Brasília, capital de todos os brasileiros e estrangeiros também

COMPARTILHAR

Cidade encanta turistas pela organização e diversidade cultural


Cresce a cada dia o número de turistas estrangeiros e brasileiros que visitam a Capital Federal. Prova disso é o aumento expressivo no número de pessoas que procuram o Espaço Lúcio Costa, concebido por Oscar Niemeyer para homenagear o idealizador da capital. O local, na Praça dos Três Poderes, é administrado pela Secretaria de Cultura e abriga a maquete de Brasília, onde os visitantes podem conhecer um pouquinho mais sobre a cidade.

Segundo a servidora da Secretaria de Cultura Maria Íris Lucélia, 60 anos, é notável o aumento de turistas no local depois do início da Copa do Mundo, principalmente de estrangeiros. No dia 11 de junho, um dia antes da abertura do Mundial, 99 pessoas visitaram o espaço. No dia 14, o número quase quintuplicou, com 483 visitas.

Ontem foi a terceira vez que o servidor público Rafael Chervensky, 24 anos, passou pelo espaço. O jovem resolveu se aventurar pelo couchSurfing, um projeto que tem como objetivo a troca de hospitalidade sem cobrança entre seus membros, utilizando a internet como meio. Desde o início da Copa, o servidor público já recebeu em sua casa um casal de belgas e um casal australiano. Atualmente hospeda duas californianas e, para próxima semana, aguarda dois rapazes de Singapura. “Os estrangeiros saem daqui encantados. Eles amaram o Lago Paranoá, a arquitetura da cidade e, principalmente, o fato de conseguir olhar para o céu sem precisar levantar a cabeça”, contou.

A empresária de Maceió Sara Garcia Dantas, 32 anos, aproveitou o último dia em Brasília para passear pela cidade. Ela chegou no domingo (22) para a partida entre Brasil e Camarões e garantiu que voltará. “É a primeira vez que venho a Brasília. Estou encantada. É tudo muito limpo, muito organizado”, apontou.

Deu no The New York Times

Rafael comentou a reportagem publicada no jornal norte-americano e disse, que diferente do que a matéria diz, Brasília nada mais é do que uma grande mistura do Brasil inteiro. “Sou gaúcho e vejo a cultura da minha cidade aqui, assim como muito da cultura nordestina, do sudeste. Em cada lugar que você vai se sente em um estado diferente”, destacou.

O Secretário de Cultura, Hamilton Pereira, também falou sobre a repercussão da matéria. “Agora, definitivamente, o Rio de Janeiro deixa de ser a capital do Brasil para os estrangeiros e Brasília se torna a capital. Brasília se constitui como uma referência importante de organização, urbanismo, capacidade de acolhimento e uma referência em diversidade cultural”, afirmou o secretário. Ele acrescentou que os jornalistas americanos que se encantaram com a “capital da arquitetura dividiram espaço com os jornalistas chineses que visitaram o tradicional Boi do Seu Teodoro, em Sobradinho”, por exemplo.

“Brasília, com a Copa, ganhou em infraestrutura e também ganhou muito em visibilidade. Teremos um interesse dos visitantes turísticos mais do que tínhamos antes. E isso tudo porque trabalhamos com afinco para oferecer o melhor”, destacou Pereira.

O jornal americano LA Times também publicou uma matéria sobre o que os turistas estrangeiros estão achando da Copa do Mundo no Brasil. A conclusão é: “Nada menos do que perfeita”. O espanhol El Pais destacou em reportagem que os serviços como aeroportos e transporte público estão funcionando melhor do que antes da Copa e que os jogos estão emocionantes, as ruas enfeitas e o país está cada vez mais envolto em um clima festivo.