Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/04/13 às 19h22 - Atualizado em 13/11/18 às 14h38

Brasília: 53 anos de muita festa e comemoração

COMPARTILHAR

Não era nenhum protesto. As duzentas mil pessoas que circularam pela Esplanada dos Ministérios nos dois dias de comemoração do aniversário de Brasília queriam mais era festejar.

E festa foi o que elas encontraram. Afinal, o espaço mais democrático da capital, que teve como destaque a valorização da juventude, virou um parque de diversões com palcos e atividades para todas as idades.

No quesito segurança, a festa também foi nota 10. Jeferson Mendonça diz que esse é um dos motivos que o fazem participar. Ele faz questão de comemorar o aniversário de Brasília todos os anos por outro motivo também muito especial. “Minha mulher, Tereza, faz aniversário dia 21 de abril também. Eu aproveito que o GDF faz a festa por mim e venho comemorar. É bom que eu não preciso gastar nada”, brinca ele, enquanto a esposa assiste, ao lado dos três filhos, ao show da cantora Maria Gadu.

“Eu amo essa cantora. Ela tem alguma coisa que me lembra muito a Cássia Eller, que eu amava. É muito bom estar aqui. É um presente que meu marido me dá todos os anos”, disse a esteticista que comemorava 41 anos.
Maria Gadu foi uma das atrações de domingo (21/04). Além do repertório próprio, a cantora homenageou Brasília com músicas das bandas brasilienses Legião Urbana e Paralamas do Sucesso.

O que também chamou bastante a atenção em Maria Gadu foi visto por poucos. Enquanto assistia ao show de Milton Nascimento num canto do palco, Maria Gadu, emocionada, cantou todas as músicas de Bituca e chorou compulsivamente. Um bela cena que mostra o reconhecimento da jovem artista ao talento do genial Milton Nascimento.

O público também foi ao êxtase com a apresentação de Milton. Ciceroneado pelo brasiliense Hamilton de Holanda, o mineiro cantou alguns de seus maiores sucessos acompanhado pela Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional, regida pelo maestro Claudio Cohen.
Depois de Milton e Hamilton, vieram o Teatro Mágico e Lenine para encerrar a festa dos 53 anos de Brasília. Uma festa que todos que estavam ali querem ver repetida com a mesma alegria todos os anos.

No sábado, as apresentações dos grupos Coisa Nossa e Fundo de Quintal animaram os brasilienses.
Para um dos fundadores do Fundo de Quintal, Ubirany Félix , se apresentar no aniversário de Brasília é um prestígio para qualquer músico. “É um prazer tocar aqui mais uma vez, com o público cativante e que sempre incentiva nosso grupo”, comentou.

Os brasilienses e turistas ainda assistiram aos shows do grupo In Natura, o rapper Emicida, com os convidados Ellen Oléria e Gog, e, para finalizar, os artistas Marcelo D2, Alf e Raimundos, que se estenderam pela madrugada.