Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/12/11 às 12h42 - Atualizado em 13/11/18 às 14h36

BNB faz três anos e apresenta projetos para 2012

COMPARTILHAR

A semana do aniversário da Biblioteca Nacional de Brasília começou nesta segunda-feira (12) repleta de atividades literárias, eventos culturais e educativos que foram oferecidos gratuitamente à população.

Participaram da solenidade de abertura o assessor do Ministério da Educação Carlos Alberto Ribeiro de Xavier, o secretário de Educação Denilson Bento da Costa, o reitor da Universidade de Brasília José Geraldo, o secretário de Cultura Hamilton Pereira, a subsecretária da Biblioteca Nacional de Brasília Ivanna Torres e o subsecretário de fomento da Secretaria de Cultura, Leonardo Hernandes.

A subsecretária Ivanna Torres falou sobre as inovações, conquistas e o acervo que estará à disposição do público a partir de 2012: “Nós temos o que comemorar sim, de certa forma há sempre o que deve ser melhorado. Mas devemos primeiramente fortalecer o sistema de bibliotecas para que todas tenham a mesma implementação do projeto do Plano do Distrito Federal do Livro e da Leitura – PDLL, ou seja, mais livro e mais leitura. Essas conquistas assim como a da 1ª Bienal, são fruto do trabalho de todos da Educação, da Cultura, de funcionários, enfim, daqueles que trabalham a serviço do avanço da implementação do livro e da leitura na sociedade. Queremos tornar a BNB a melhor biblioteca do sistema para que hajam melhorias no acervo da BNB que será aberto em 2012”.

Durante a cerimônia de comemoração dos três anos da BNB aconteceram os lançamentos do Concurso Estudantil Brasília de Literatura, do Concurso Literário Contos, Crônica e Poesias da I Bienal Brasil do Livro e da Leitura de Brasília e da vitrine dos produtos culturais financiados pelo Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal (FAC). Exemplares desses produtos foram entregues pelo subsecretário de Fomenta, Leonardo Hernandes, nas mãos da subsecretária da BNB, Ivonna Torres.

Segundo Leonardo, esse lançamento é uma grande oportunidade para iniciativa dos projetos da BNB e da visibilidade dos produtos culturais financiados pelo FAC. “Espero que a partir dessas ações, os projetos financiados pelo FAC possam chegar à população e as outras bibliotecas” afirma.

Colaborações, implementações, mais educação, mais cultura

O assessor do MEC Carlos Xavier, afirmou que os projetos que estão sendo feitos na área de educação e cultura devem ser apresentados para os educadores e estudantes de todos os Estados: ” Que essas obras, exemplares, sejam entregues nas escolas com o fundamento que haja a contemplação da leitura. O MEC estará atento a colaborar com a BNB no que for preciso”, constatou.

Para o secretário Denilson Bento da Costa, essa abertura tem um significado grande: “Para que haja crescimento é necessário que as duas bases a Educação e a Cultura andem juntas, as pessoas devem oferecer andamento nas ações constituídas desses dois patamares. O crescimento da cultura também é o crescimento da educação. Para que exista fortalecimento na educação, primeiramente, é preciso que haja respeito perante as necessidades dos educadores, pois eles sabem a realidade da educação, estudo, leitura, bibliotecas e das demais escolas. Devemos escutar esses educadores. É necessário que os educadores sejam reconhecidos pelo Estado”.

Segundo o secretário Hamilton Pereira, a Biblioteca Nacional de Brasília não é apenas um ponto cultural da capital do país, mas também turístico: “A BNB tem muito a comemorar em seus três anos. Ela já se tornou uma referência indispensável para dar suporte ao pensamento”.

A Secretaria de Cultura do DF registrou, nesses três anos, 60 mil visitas turísticas ao edifício, que faz parte do Conjunto Cultural da República. O banco de dados da BNB possui 56 mil usuários cadastrados. A página da instituição na internet já recebeu 414 mil visitantes.

Segundo o Reitor da UnB José Geraldo, “o projeto de Brasília não poderia estar completo sem a demarcação de um eixo que é a sua maior transversalidade: da Cultura e da Educação”.

1ª Bienal Brasil do Livro e da Leitura

Outro assunto citado na abertura das comemorações do aniversário da BNB foi a importância da 1ª Bienal Brasil do Livro e da Leitura que acontecerá em Brasília, de 14 a 23 de abril de 2012.

Para o secretário de Educação Denilson Bento da Costa, “A Bienal será um momento que agregará os valores dos artistas, contribuintes, professores e estudantes. E que essa ação não seja somente na biblioteca, a nossa cidade e as escolas necessitam de mais leitura e cultura”.

Segundo Hamilton Pereira: “A Bienal é a organização do pensamento. Ela tem a atribuição de organizar as 26 unidades e as 649 escolas públicas do Distrito Federal. Devemos implementar junto com as outras Secretarias, projetos e fomentas para a melhoria da Capital. Devemos abolir todos os erros para valorizar a Capital que foi gerada a partir da generosidade”.

As comemorações do aniversário da BNB vão até a próxima quinta-feira (15) com inúmeras atividades. Confira a programação no www.bnb.df.gov.br.

Publicada em 2011