Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/07/19 às 11h29 - Atualizado em 29/07/19 às 12h31

Biblioteca Pública de Brasília celebra projeto musical

COMPARTILHAR

Desde março deste ano, a última sexta-feira do mês conta com o clima de confraternização na Biblioteca Pública de Brasília. Localizada na quadra 312 da Asa Sul, o centro de estudos incorporou em seu cenário um projeto cultural que atraiu a comunidade, o “Roda de Choro”. Nesta sexta (27) o Choro teve como tema as festas julinas e bateu o recorde de público, com muita animação e comidas típicas das festividades que remetem ao São João.

 

Com a participação de músicos voluntários, servidores do equipamento, estudantes e comunidade, a festa acontece de modo colaborativo, com quitutes preparados pelos participantes e servidos à vontade para quem quiser se integrar. Chorinho, Bossa Nova, sambas de raiz e clássicos da Música Popular Brasileira compõem o repertório da noite, juntamente com a platéia emocionada, cantando junto.

 

De acordo com uma das idealizadoras do projeto, a servidora da Biblioteca, a bibliotecária Sheila Gualberto, as rodas de choro no fim de cada mês enriquece a movimentação do espaço, com um evento cultural, oferecido à comunidade de modo gratuito. “O Choro é uma manifestação cultural encantadora, através do ritmo musical, conseguimos interagir com a comunidade de modo mais convidativo”, explica.

 

A servidora conta que convidou um grupo de músicos para se apresentar e o movimento foi crescendo, tanto com o número de músicos voluntários, quanto o número de famílias e amigos vindo prestigiar as apresentações. Com 5 edições realizadas nos últimos meses, Sheila acredita que aumentou o número de visitas na Biblioteca e democratizou o acesso através de eventos culturais como este. “Nosso objetivo é deixar a Biblioteca Pública mais viva para a comunidade local”, enfatiza.

 

Um dos frequentadores assíduos das rodas de choro, o estudante Gustavo Davi, trouxe seu pai e também fez um bolo para colaborar com a mesa de lanches típicos. O estudante disse que soube do evento quando estava estudando e foi convidado. “Gosto muito de choro, é um ritmo interessante e parabenizo a iniciativa fenomenal da biblioteca, utilizando o espaço para a comunidade confraternizar e consumir cultura”, destaca.

 

Para o músico voluntário, Carlos de Paula, estudante da Escola de Música de Brasília e membro da Escola de Choro de Brasília, a oportunidade de tocar em um lugar que privilegia a cultura é uma doação à sociedade do conhecimento adquirido por ele através da música. “Quando doamos o que temos, recebemos em dobro, é com muita alegria e prazer que nos apresentamos neste projeto enriquecedor, que interage diretamente com a comunidade”, conta o músico.

 

Para quem deseja participar das próximas rodas de choro da BPB, é só procurar a coordenação da biblioteca para se voluntariar e integrar à roda musical. Vale lembrar que o evento é público, gratuito, aberto para toda comunidade e acontece na última sexta-feira de cada mês.

 

Serviço:

Roda de Choro da Biblioteca Pública de Brasília
Quando: última sexta-feira do mês
Onde: Biblioteca Pública de Brasília – 312 Sul

 

Foto: Ludimila Barbosa / SECEC DF