Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/07/14 às 18h50 - Atualizado em 13/11/18 às 14h49

Bailarinos prestigiam 24º Seminário Internacional de Dança

COMPARTILHAR


Dançarinos brasileiros e estrangeiros se reúnem em Brasília



A semana está recheada de atividades para os alunos de dança de todo o Brasil e do mundo. Nesta terça-feira (1º), bailarinos se reuniram, desde as 8h, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) para as aulas da 24ª edição do Seminário Internacional de Dança. 

Os alunos são observados, durante toda a programação do evento, por professores renomados de grandes academias de dança de vários países. É uma forma de conseguirem bolsas de estudo e estágios em grandes academias de dança no exterior. 

Roser Muñoz é professora de balé em Barcelona, na Espanha. “Estar em Brasília é uma experiência maravilhosa. É fantástico o intercâmbio que existe entre professores e alunos. É ótimo poder ajudar um pouco e aprender também. O conhecimento é recíproco”.

É a primeira vez que a francesa Laura da Costa Rios, 20, vem à Brasília. “É uma oportunidade muito grande. Eu vivo para o balé. É toda a minha vida”, contou.

As amigas brasilienses Luisa Pellegrini, 16, e Carolina Roberte, 19, estão aproveitando o período des férias para se dedicarem ao seminário. “Tenho aqui a oportunidade de ter novas experiências com aulas que nunca fiz antes, como Hip Hop, balé contemporâneo e moderno”, contou Luisa. “Exige muita disciplina, foco e cabeça aberta para escutar as críticas”, acrescentou Carolina.

Segundo a idealizadora do Seminário, Gisèle Santoro, o aprendizado dos brasileiros que conseguem mostrar o trabalho fora do país, não se restringe ao balé, mas abrange o conhecimento de novas línguas e de começar a carreira. “Não é só a dança que ele traz de volta ao país. É toda uma experiência de vida, de profissionalismo, de cultura”, ressaltou.

“Eu gostaria muito de conseguir ir para fora do Brasil. Tenho me esforçado. O balé é um trabalho diário. Não se aprende de um dia para o outro”, afirmou Luisa.

O evento conta com programação até o dia 11 de julho. Entre as atividades, os alunos participam de maratona de dança, apresentações de espetáculos e concursos, que serão realizados no CCBB, no Teatro da Praça, em Taguatinga, no Teatro Pedro Calmón e em shoppings do DF.

“O seminário quando dá essa oportunidade para um bailarino brasileiro, está enriquecendo o dançarino, mas indiretamente o Brasil também”, explica Gisèle.