Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
21/06/17 às 20h29 - Atualizado em 13/11/18 às 15h07

Aplicativo apoiado pelo FAC une arte e tecnologia

COMPARTILHAR

Trilhas Poéticas convida o usuário a percorrer Brasília sob a perspectiva de 15 artistas locais

Neste sábado (24), o Planetário de Brasília será palco de debates entre especialistas em arte e tecnologia. O espaço recebe o seminário Pensamento Coletivo: Arte e Tecnologia em Debate. O evento aberto ao público marca o lançamento do aplicativo Trilhas Poéticas, do Fundo de Apoio à Cultura.

Como em um jogo, o sistema une arte, tecnologia e o espaço urbano por georreferenciamento (GPS). A ideia é que o usuário explore a cidade e acesse obras em percursos inusitados. Poesia, arte urbana, fotografia, música e audiovisual são algumas das linguagens exploradas durante o passeio. Os trajetos, chamados de trilhas, foram criados de forma experimental por 15 artistas de regiões diferentes do Distrito Federal:

Bethânia Maia

Daniel Lopes

Henrique Moll

Leandro Morais

Marina Mara

Mauricio Chades e Mangala Bloch

Pacífico

Renato Moll

Salu

Tairo Lama

Tauan Gon

Thiago Jorge

Vanderlei Costa

Vinicius Borba

Yasmin Adorno

Dentro das linguagens artísticas prioritárias na obra de cada um, os convidados tiveram a missão de indicar os conteúdos desenvolvidos por meio de pontos que serão capturados pelo público.

As trilhas são conjuntos desses pontos, que estão obrigatoriamente ligados entre si de acordo com a narrativa construída por cada autor. Um ponto pode, por exemplo, guardar um conteúdo que pode ser apresentado de formas diversas: texto, hipertexto, vídeo, áudio, imagem, ou combinações destas expressões.

Quando o usuário acessa uma trilha, ele deve seguir a orientação do artista de forma progressiva — o ponto 2 só é liberado depois que o usuário chega ao ponto 1, e assim sucessivamente. Ao seguir a trilha, como em um mapa, o leitor deve fazer o trajeto como foi pensado pelo autor, ponto a ponto.

O projeto foi aprovado no edital de 2014 e contou com verba de R$199.647,28. Em dois momentos, os artistas convidados participaram de oficinas para conhecer mais sobre a proposta e aprender a construir uma trilha. Eles foram orientados por um diretor artístico, um profissional de tecnologia da informação e por uma turismóloga.

Programação

16 h

Abertura

16h05

Palestra

Poesia Hipertextual/Arte de Interface

16h30

Palestra

Gamearte e Realidade Mista

17 h

Mesa redonda

Arte e Tecnologia Aplicada a Dispositivos Móveis

· Georeferenciamento, Turismo e Arte

· Arte e Tecnologia – Campo Aberto à Criação

· PoemApp – O Mapa da Poesia do Brasil

18h30

Serviço

Lançamento Trilhas Poéticas

Pensamento Coletivo: Arte e Tecnologia em Debate

24 de junho (sábado)

Das 16h às 18h30

No Planetário de Brasília (Setor de Difusão Cultural, Via N1, Eixo Monumental)

Entrada gratuita