Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/04/16 às 12h28 - Atualizado em 13/11/18 às 14h50

Aniversário de Brasília reúne mais de 10 mil pessoas

COMPARTILHAR

Mais de 10 mil pessoas foram à Torre de TV nos dois dias de shows para celebração dos 56 anos de Brasília. A primeira noite começou ao som de blues com o Taryn Quarteto, que se apresentou a partir das 18h30. Por volta das 20 horas, os músicos cariocas deram lugar aos roqueiros brasilienses da Scalene. O grupo voltou a tocar na capital um mês depois de gravar o primeiro DVD da carreira, em 19 de março. “Tem uma galera em Brasília que nos acompanha desde 2010 e conhece as nossas letras. Então, tocar aqui é especial por estar com pessoas que sempre apoiaram a gente. Além disso, poder comemorar o aniversário da cidade é muito gratificante”, afirmou o vocalista Gustavo Bertoni.

Às 21h20, o rock continuou com a também brasiliense Plebe Rude, que lançou mão da ironia ao subir no palco. “Pela minha família, eu voto na Plebe”, disse o vocalista Phillipe Seabra, em referência a discursos dos deputados federais durante a votação que, no domingo (17), resultou no prosseguimento do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Durante o show do grupo formado nos anos 1980, houve problemas com a luz no palco, solucionados rapidamente.

Encerraram a festa os pernambucanos do Nação Zumbi, que começaram a tocar perto das 23 horas e finalizaram depois da meia-noite, reunindo no ápice do show um público de cerca de 12 mil pessoas.

Na sexta (22), o evento ficou todo a cargo dos talentos locais. O guitarrista gamense Pedro Martins abriu o evento às 18 horas. Ele é um dos cinco artistas que construíram a carreira na capital e homenagearam a cidade. Em 2015, Martins foi premiado pelo Montreux Jazz Festival, na Suíça, em 2015, e levou o nome da cidade para o mundo.

Em seguida, o público se divertiu com os causos de Zé Mulato e Cassiano, que também tocaram várias de suas famosas modas de viola. Às 20h15, o multi-instrumentista Renato Mattos subiu ao palco acompanhado do filho Caê Maia. “Renato é um ícone de Brasília, referência para gerações”, elogiou o secretário de Cultura, Guilherme Reis. Sobre a festa dedicada a músicos radicados na cidade, Reis afirmou que a seleção de shows mostra um leque de estilos variados, que compõem a identidade brasiliense.

Durante a apresentação, Mattos cantou músicas que trazem Brasília na letra, como Rodofernalha, que compôs com o poeta Nicolas Behr, outra referência artística da capital.

Penúltimo a subir ao palco, o também multi-instrumentista Dillo D'Araújo mesclou faixas dos discos CrocoDillogang (2004), Mestiço (2008) e Dillo (2016), este último ainda não lançado. E agradeceu ao público: “É um imenso prazer estar com vocês nesta noite e dividir o palco com outros músicos tão importantes para o Distrito Federal”.

Encerramento

Os brasilienses do Móveis Coloniais de Acaju fecharam a noite com canções que resumem um pouco da carreira da banda formada em 1998 e que estourou em 2005, com o lançamento do álbum Idem. A estudante Jéssica Ferreira, de 16 anos, insistiu para que o pai, Rosivaldo Ferreira, de 44 anos, a levasse a mais um show da banda da qual é fã desde 2012. “Já a acompanhei tantas vezes que acabo gostando também.” Rosivaldo levou a filha e a amiga Dafynne Mello, de 16 anos, que assistiu aos músicos pela primeira vez. “Estou emocionada.” A amiga veterana completou: “Também estou muito feliz em vê-los de novo, mas acho que deveriam tocar mais vezes na cidade”.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social, o público na Torre de TV durante os shows desta sexta foi de aproximadamente 1,8 mil pessoas. Havia no local cerca de 80 policiais, e nenhuma ocorrência relacionada ao evento foi registrada.

Estrutura e segurança

O local contou com barracas de cachorro-quente, tapioca, hambúrgueres, acarajé, cocada, entre outras opções. Também havia bancas de artesanato.

Para garantir a segurança do público, o efetivo foi de 160 profissionais, entre policiais militares, agentes do Corpo de Bombeiros e servidores do Departamento de Trânsito (Detran). Não foram registradas ocorrências graves, de acordo com a Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social.

O governador Rodrigo Rollemberg esteve na Torre de TV durante as apresentações musicais. “Brasília é de todas as gerações, de crianças a idosos. Todos vieram celebrar o aniversário. Apostamos em uma programação variada, que atinge diversos públicos, mas que tem a identidade da cidade”, afirmou o chefe do Executivo, acompanhado da esposa, Márcia. Também estavam no evento o secretário de Cultura, Guilherme Reis, o secretário-adjunto do Trabalho, da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Thiago Jarjour, e o administrador regional do Plano Piloto, Marcos Pacco.

Fonte: Agência Brasília