Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/02/12 às 13h44 - Atualizado em 13/11/18 às 14h36

Acadêmicos da asa norte: Campeã do carnaval 2012

COMPARTILHAR

asa norte

 No dia 21 de fevereiro, terça-feira de carnaval, quando a escola de samba Acadêmicos da Asa Norte entrar no ceilambódromo, os brasilienses vão conhecer, em meio a alegorias e adereços, a história de uma das mais importantes universidades públicas do Brasil.

A Universidade de Brasília, nossa UnB, palco de grandes fatos e manifestações políticos e culturais, é o enredo da agremiação em 2012. De acordo com o presidente Robson Farias, com o tema “DO SABER AO OURO, CINQUENTA ANOS DE HISTÓRIA DA UNB”, a Acadêmicos da Asa Norte pretende fazer um dos maiores desfiles que Brasília já viu e levar o tão sonhado pentacampeonato. Um título esperado há mais de 20 anos.

A última conquista foi no carnaval de 1985, quando Brasília comemorou 25 anos. Para levar o jubileu de prata, a escola entrou na passarela com o enredo “”Ontem, hoje, sempre criança!”. Além do tema, que remetia à infância e suas memórias, a Acadêmicos da Asa Norte empolgou público e jurados com a bateria mirim, que deu um show particular na passarela do samba. Os outros títulos foram conquistados em 74, 79 e 80.

Em 2010, a Acadêmicos da Asa Norte conquistou um título que, se não era o desejado – a escola caíra para o grupo de acesso no ano anterior -, acabou por marcar a história da agremiação. Apesar de desfilar no grupo de acesso, carnavalescos e sambistas fizeram bonito. Homenagearam a escritora Rachel de Queiroz com o enredo “Raquel de Queiroz, a Primeira Dama da Academia Brasileira de Letras”. Ganharam o carnaval e, de quebra, o jubileu de ouro do cinquentenário de Brasília. É a única escola que pode se orgulhar de ter conquistado os dois jubileus.

Antes, quando ainda desfilava como bloco, a Acadêmicos da Asa Norte venceu quatro carnavais seguidos: de 1970 a 1973.

TÍTULOS

1970 – 1º lugar, na categoria “BLOCO”, com o Samba ¨MEU PÉ DE LARANJA LIMA”, do Compositor PAULO MARINHO.

1971 – 1º lugar, na categoria “BLOCO”, com o Samba “ROSAS”, do Compositor WALDOMIRO LUIZ BARBOSA.

1972 – 1º lugar, na categoria “BLOCO”, com o Samba “ATÉ CINZAS CHEGAR”, do Compositor JOSÉ CARLOS TAVARES.

1973 – 1º lugar, na categoria “BLOCO”, com o Samba “OGUM-DE-LE”, dos Compositores ALBERTO FARIA e FAUSTO FARIA.

1974 – 1º lugar, já na categoria de ESCOLA DE SAMBA, com o Enredo (da Diretoria) “EXALTAÇÃO AOS DEUSES AFRO-BRASILEIROS” e Samba dos Compositores ALBERTO FARIA E FAUSTO FARIA.

1979 – 1º lugar, na categoria “ESCOLA DE SAMBA”, com o Enredo (da Diretoria) “RIO, BERÇO DO CARNAVAL” e Samba dos Compositores EDINHO e ZEFERINO.

1980 – 1º lugar, na categoria “ESCOLA DE SAMBA”, com o Enredo “SIM, NÓS TEMOS BANANAS”, de SÉRGIO TAPAJÓS e SÉRGIO MENDONÇA, e Samba dos Compositores ZECA MELODIA, FEO e CHIQUINHO.

2010 – 1º lugar como escola de segundo grupo, com o enredo “Raquel de Queiroz, a Primeira Dama da Academia Brasileira de Letras”.