Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/05/13 às 19h30 - Atualizado em 13/11/18 às 14h38

Abertas as inscrições para o 46º FBCB

COMPARTILHAR

Estão abertas as inscrições para as mostras competitivas do 46º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro (FBCB), que acontece de 17 a 24 de setembro de 2013, no Cine Brasília. Podem participar das mostras competitivas apenas os filmes brasileiros concluídos a partir de 1º de agosto de 2012 e que não tenham participado de processos seletivos nas edições anteriores do FBCB.

Segundo o Secretário de Cultura, Hamilton Pereira, o Festival é o momento em que mais se dialoga no país sobre cinema. “O FBCB cumpre seu papel relevante por ter sido o Festival da resistência e por ter se aberto ao desafio de fazer cinema. Representa o contorno da política pública de cultura do governo do Distrito Federal: democracia, diversidade e acessibilidade”, falou o Secretário.

Novidades
Considerado o festival de cinema mais antigo do país, agora agrega o título de maior premiação. Passa de R$ 635.000 para R$ 700.00. “O FBCB tem que se renovar permanentemente. Pela avaliação dos últimos dois anos, o Festival de Brasília está numa curva ascendente a quem interessar fazer cinema no Brasil”, explicou Hamilton.

Realizada em parceria com a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), a Mostra Brasília comemora 18 anos com duas inovações: as inscrições dos filmes brasilienses serão feitas diretamente pela CLDF e aumento na minutagem. Passa de 420 minutos, em 2012, para 600 minutos em 2013.

“A ideia é trabalhar a cultura como instrumento de reflexo da nossa realidade, não só dos produtores culturais mais de toda a sociedade. O FBCB tem feito isso de maneira exemplar ao longo de sua existência”, afirmou o Coordenador do Comitê Gestor do Troféu CLDF, Andres Ibaria.

Maior descentralização. Além da Taguatinga, Ceilândia, Gama e Sobradinho outra Região Administrativa será incluída para exibição dos filmes. A RA, ainda, será definida obedecendo os mesmos padrões de qualidade para exibição das películas. “A cada ano, o Festival busca um público maior alcançando uma nova cidade”, afirmou Hamilton Pereira.

Critérios
Os filmes de longa metragem de ficção e de documentário deverão ter duração igual ou superior a 70 minutos, ser inéditos no Distrito Federal, preferencialmente inéditos nos demais estados do Brasil e não ter obtido o prêmio de melhor filme do júri oficial em festival nacional realizado até a data do Festival. Os filmes de curta metragem de ficção, de documentário e de animação deverão ter duração de no máximo 25 minutos e ser inéditos no Distrito Federal.

O regulamento e a ficha de inscrição estão disponíveis no site www.festbrasilia.com.br. Após o preenchimento da ficha de inscrição, é obrigatório o envio à Coordenação do Festival, ficha de inscrição preenchida, impressa e assinada; duas fotos do filme e uma do diretor para o catálogo, em arquivo TIF resolução 300dpi, 10x15cm, devidamente identificadas e creditadas e cópia fiel do filme em DVD devidamente identificada. O prazo para entrega será até o dia 25 de junho de 2013.

Seminários
Ao longo de todo o período de realização, o 46º FBCB reservará suas tardes para quatro seminários dedicados a discutir temas relacionados à produção brasileira e às várias linguagens que a têm caracterizado. O Seminário Estratégias para o Desenvolvimento das Pequenas Empresas do Audiovisual Brasileiro reunirá, nos dias 18 e 19 de setembro, diferentes visões do futuro da produção brasileira, abordando temas como a conjuntura econômica, a distribuição cinematográfica, a inserção das cinematografias regionais e estratégicas para o desenvolvimento audiovisual.

Oficinas Integradas de Cinema

 Já estão confirmadas oficinas de Roteiro, com o escritor, cineasta e roteirista José Roberto Torero; Direção, com o cineasta Jorge Bodanzky; Trilha Sonora para Cinema, com o compositor, arranjador e professor David Tygel; e Finalização Digital, com o montador e diretor Rubens Hirsch.

A 46ª edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro tem coordenação geral de Sérgio Fidalgo, coordenação adjunta de Graça Coutinho e reealização: Secretaria de Estado de Cultura do Distrito Federal. A estimativa é que sejma gastos, aproximadamente, R$ 5 milhões, sendo R$1,5 milhão captado via Lei de incentivo.

PRÊMIOS – Total: R$ 700.000,00

Filme de longa metragem de ficção
Melhor filme – R$ 250.000,00
Melhor direção – R$ 20.000,00
Melhor ator – R$ 10.000,00
Melhor atriz – R$ 10.000,00
Melhor ator coadjuvante – R$ 5.000,00
Melhor atriz coadjuvante – R$ 5.000,00
Melhor roteiro – R$ 10.000,00
Melhor fotografia – R$ 10.000,00
Melhor direção de arte – R$ 10.000,00
Melhor trilha sonora – R$ 10.000,00
Melhor som – R$ 10.000,00
Melhor montagem – R$ 10.000,00

Filme de longa metragem documentário
Melhor filme de longa metragem de documentário – R$100.000,00
Melhor direção – R$ 20.000,00
Melhor fotografia – R$ 10.000,00
Melhor trilha sonora – R$ 10.000,00
Melhor som – R$ 10.000,00
Melhor montagem – R$ 10.000,00

Filme de curta metragem de ficção
Melhor filme – R$ 20.000,00
Melhor direção – R$ 5.000,00
Melhor ator – R$ 5.000,00
Melhor atriz – R$ 5.000,00
Melhor roteiro – R$ 5.000,00
Melhor fotografia – R$ 5.000,00
Melhor direção de arte – R$ 5.000,00
Melhor trilha sonora – R$ 5.000,00
Melhor som – R$ 5.000,00
Melhor montagem – R$ 5.000,00

Filme de curta metragem de documentário
Melhor documentário de curta metragem – R$ 20.000,00
Melhor direção – R$ 5.000,00
Melhor fotografia – R$ 5.000,00
Melhor trilha sonora – R$ 5.000,00
Melhor som – R$ 5.000,00
Melhor montagem – R$ 5.000,00

Filme de curta metragem de Animação
Melhor filme de curta metragem de animação – R$ 20.000,00

Prêmio do Júri Popular
Melhor filme de longa metragem de ficção- R$ 30.000,00
Melhor filme de curta metragem de ficção – R$ 20.000,00