Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
16/07/13 às 14h07 - Atualizado em 13/11/18 às 14h38

A Árvore do Dia – Exposição e oficina no MVMC

COMPARTILHAR
Em sua primeira exposição individual em Brasília, Cristina Bottallo exibe serigrafias inéditas.

Artista plástica paulista ocupa galeria do Museu Vivo da Memória Candanga e coordena oficina gratuita.

Pela primeira vez no Distrito Federal, a artesã, artista plástica e ilustradora paulista Cristina Botallo apresenta, de 20 de julho a 31 de agosto, a mostra “A Árvore do Dia”, promove um workshop gratuito e visita guiada a exposição no sábado, 27 de julho.

Composta por 54 gravuras, a mostra é fruto de trabalho de pesquisa e desenvolvimento da serigrafia. A própria artista conta que a coleção nasceu a partir da imagem de uma guabirobeira, “todas as peças foram feitas a partir de um mesmo desenho, combinado de diferentes formas. Algumas árvores têm copa, outras, só tronco, outras poucas folhas. Cores, fundos e efeitos também variam”, explica.

Artisticamente desenhada e personalizada com seu traço, as serigrafia de Cristina seguem o processo tradicional de impressão, “usei uma matriz serigráfica, um bastidor de tecido como base para as gravuras. Utilizei métodos diretos e indiretos. Os métodos diretos são aqueles em que interferimos diretamente no tecido da tela e o indireto é o que utiliza exposição à luz; é um processo fotográfico”, esclarece.

Em 15 anos de carreira, Cristina é hoje referencia em trabalhos manuais. Tanto produz e comercializa como transmite seus conhecimentos em aulas, oficinas e palestras.

Especialista em peças de cerâmica, gesso, madeira, tecido e papel, a artista gosta também de difundir conhecimentos, “Quando eu ensino o que sei de melhor, eu multiplico meu saber. O bom fica ainda melhor. É desafiador dividir com o outro”, diz.

No workshop que coordenará no Museu Vivo no sábado, dia 27, a artista abordará os dois métodos de gravação com que trabalhou na coleção A Árvore do Dia, “Vou ensinar os dois métodos e vamos fazer um trabalho coletivo, ou seja, uma gravura com a colaboração de todos os participantes”, esclarece.

Na atividade, que ocorrerá das 10h às 12h30 e das 14h às 17h, na casa Rosa do MVMC, Cristina Bottallo abordará tópicos como: conceito de serigrafia, materiais utilizados na técnica, principais métodos de gravação, confecção de fotolitos, utilização de canetas e tintas, máscaras com papel, método do crayon litográfico, aplicação direta de emulsão com carimbos e outros instrumentos. No intervalo das atividades e antes do almoço coletivo, Cristina irá percorrer a exposição guiando os presentes e esclarecendo dúvidas sobre o trabalho.

Formada em Educação Artística, Cristina mantem ateliê em São Paulo desde 1990. É lá que expõe, comercializa e ensina técnicas de pintura e trabalhos manuais, desenvolve projetos e presta consultoria para empresas do segmento de materiais artísticos.