Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
9/04/13 às 19h39 - Atualizado em 13/11/18 às 14h38

500 mil alunos da rede pública terão aulas de música

COMPARTILHAR


Nesta terça (09/04), em cerimônia realizada no Salão Nobre do Palácio do Buriti, o Governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, assinou ao lado do Maestro José Antônio Abreu o Decreto que cria o projeto “Música, Educação e Cidadania” na rede pública de ensino do Distrito Federal.

Do segundo semestre letivo de 2013 até o final de 2014, 500 mil crianças da rede pública de ensino fundamental do Distrito Federal terão acesso a aulas de música. O projeto é baseado no Sistema Nacional de Orquestras e Coros da Venezuela, conhecido internacionalmente como El Sistema, do maestro José Antônio Abreu. “Com esse decreto, daremos condições de iniciar o processo que implica na aquisição dos equipamentos musicais e treinamento dos professores”, disse o Governador.

O programa será implantado em 11 módulos, que atenderá 44 mil crianças por módulo. Em 2013 serão implantados três módulos e o restante será desenvolvido em 2014. “O objetivo é universalizar o acesso da música nas escolas públicas do DF e no próximo ano manteremos, além dos três módulos, mais oito que asseguram o acesso da prática musical em todas as escolas públicas da cidade”, explicou Agnelo Queiroz.

O Maestro José Antônio Abreu mostrou-se muito contente com a assinatura do Decreto que para ele demostra a preocupação do governo do Distrito Federal em incluir o direito da educação musical. “Quero felicitar esta maravilhosa iniciativa. Já somos vinculados a outro projetos como corais aqui no Brasil e estamos pensando, a patir desta iniciativa maravilhosa, em iniciar uma orquestra bi-nacional Brasil-Venezuela”, citou o Maestro. 

Estiveram presentes na assinatura a Embaixadora da Áustria, Marianne Feldmann, o Secretário de Cultura Hamilton, o Secretário de Educação Denilson Bento, Ministro Conselheiro da Embaixada da Venezuela, Efren Armando, Maestro da Orquestra Sinfônica de Barra Mansa, Vantoil de Souza Júnior, Maestro da Orquestra do Teatro Nacional Claudio Santoro, Claudio Cohen, o Deputado Distrital Claudio Abrantes, além de representantes das embaixadas, da música clássica e associações e entidades musicais.

Saiba mais sobre o Projeto Música, Educação e Cidadania

O Projeto funcionará por módulos que serão desenvolvidos ao longo de 2013 e 2014. Cada modulo atenderá a 44 mil crianças e será desenvolvido em uma região administrativa. Os alunos terão aulas de música todos os dias no contra-turno, o que possibilitará a permanência na escola ao longo de todo o dia.

 

O Projeto possui como objetivos:
– Atender a todos os alunos da rede pública de ensino, com atividades de musicalização;
– Criar polos de prática instrumental nas escolas, transformando as unidades escolares em centros de aprendizagem musical de alta qualidade artística;
– Criar uma orquestra ou banda sinfônica em cada módulo implantado;
– Possibilitar o acesso à música instrumental, clássica e popular, a todos os alunos da rede pública atendida;
– Criar um processo cíclico de formação, garantindo a manutenção dos conjuntos estáveis e a profissionalização dos alunos atendidos com atividades de prática instrumental de alto nível técnico;
– Criar a Orquestra Sinfônica Juvenil do Distrito Federal, com a participação dos monitores e dos alunos avançados de prática instrumental;
– Criar um coral e um grupo instrumental em cada unidade escolar, com atividades desenvolvidas no contra horário letivo;
– Reduzir o índice de violência entre os alunos através da prática de atividade musical que estimula o companheirismo e o trabalho em equipe;
– Auxiliar o processo educacional por meio de atividades musicais que desenvolvem a capacidade de concentração, a disciplina e o raciocínio lógico;
– Reduzir o índice de evasão escolar pelo oferecimento de atividades práticas que mantém o aluno mais tempo na escola;
– Aumentar a frequência escolar pelo oferecimento de atividades práticas de música, e 
– Reduzir o tempo ocioso dos alunos das regiões administrativas, diminuindo, assim, a exposição a situações de risco.

Resultados Educacionais do Projeto:
– Melhoria no índice educacional através da redução da evasão escolar, do aumento do índice de frequência e do desenvolvimento intelectual dos alunos pela prática de música instrumental, e 
– Implantação de modelo de educação musical voltado para a criação de conjuntos de prática instrumental e para a formação de plateias.

Resultados Culturais do Projeto:
– Aumento da oferta de atividades musicais para os jovens das regiões administrativas, através da realização de concertos e apresentações dos grupos estáveis formados no projeto, e
– Transformação do Distrito Federal em referência de sistematização do processo de educação musical no país;

Resultados Sociais do Projeto:
– Redução da violência entre os alunos atendidos pelo projeto, com impacto direto na redução da violência das regiões administrativas atendidas;
– Redução do índice de delinquência juvenil nas regiões administrativas atendidas pela oferta de atividade cultural de alta qualidade artística;
– Redução da exposição a situações de risco (drogas, álcool, violência doméstica, etc) pela ocupação do tempo ocioso dos alunos atendidos com atividades de prática musical, e 
Redução da desigualdade social pela oferta de atividade de formação de alto nível que capacitarão os atendidos para o ingresso no mercado de trabalho da música.