Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/02/17 às 18h00 - Atualizado em 13/11/18 às 14h50

50º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro terá novo formato

COMPARTILHAR

Edição será marcada por modernização na gestão, com participação social

Maior vitrine da produção audiovisual do país, o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro chega à sua 50ª edição neste ano. Para celebrar o meio século, a Secretaria de Cultura do DF anuncia várias novidades. Tradicionalmente celebrado durante uma semana, o festival será ampliado para dez dias: de 15 a 24 de setembro. Com isso, mais filmes passam a integrar a mostra competitiva, que agora começa numa sexta-feira e se encerra em um domingo. “Teremos mais conforto na programação toda, com dois finais de semana para de seminários, debates e oficinas”, pontuou o secretário de Cultura, Guilherme Reis.

Embora tradicional, o Festival de Brasília sempre foi marcado por um pensamento moderno, acompanhando os mais urgentes debates sobre produção cinematográfica e política. Neste ano, o evento marca também um avanço em sua gestão com o lançamento de chamamento público para receber propostas de organizações da sociedade civil que possam contribuir na produção do festival, por meio de Termo de Colaboração. Assim, a organização parceira estará habilitada a buscar recursos de patrocínio direto ou incentivado, de modo a diminuir o investimento público.

O edital foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal nesta segunda (13) e escolherá a organização que desempenhará este papel fundamental para uma aproximação entre poder público e sociedade para as duas próximas edições, pelo valor de referência de R$ 2,5 milhões cada uma.

Com a recente regulamentação distrital do Marco Regulatório da Sociedade Civil (MROSC), Lei 13.019/2014, parcerias como esta com organizações não governamentais ganharam maior segurança jurídica, com menor burocracia e maior eficiência na execução de políticas públicas. “Assim, vamos garantir a transparência do processo, além de aumentar a participação social”, defendeu Reis.

Com a escolha da organização, novas propostas devem surgir no processo. Por meio de diálogos constantes com o setor de audiovisual da cidade, a Secretaria de Cultura avalia melhores formatos para mostras, oficinas, seminários e para aumentar o vínculo do evento com estudantes de audiovisual. “Também queremos levar o festival para outras regiões administrativas, para fortalecer e disseminar a discussão sobre cinema.”

50ª edição

Além de aumentar o Festival de Brasília para dez dias, a Secretaria de Cultura prevê ao menos duas novas mostras paralelas: Futuro do Brasil, que permitirá curadores e diretores de festivais nacionais e internacionais conhecer produções brasileiras que ainda não foram finalizadas; e 50 anos em 5 dias, com curadoria feita por coletivo de entidades e pensadores de cinema, que realizará uma retrospectiva sobre filmes marcantes da história do festival.

A Mostra Brasília, organizada pela Câmara Legislativa do Distrito Federal para servir de vitrine da produção local, não só está mantida como deverá ganhar mais espaço. “Queremos valorizar a mostra, dar mais visibilidade e preservar horários nobres para ela”, destaca Guilherme Reis.

Baixe o edital

Ficha de inscrição

Roteiro de elaboração da proposta

Critérios de seleção

Minuta de Termo de Colaboração