Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/03/11 às 13h29 - Atualizado em 13/11/18 às 14h36

35 mil foliões assistiram ao Grupo Especial no Ceilambodromo

COMPARTILHAR

 Cerca de 35 mil pessoas assistiram ontem (8) ao desfile das Escolas de Samba do Grupo Especial de Brasília no Ceilambódromo. Das arquibancadas lotadas os foliões dançaram ao som de sambas enredos e contagiados pela alegria de aproximadamente 6 mil carnavalescos que invadiram a avenida. As escolas este ano prestaram homenagem ao mestre Brigadeiro, embaixador do samba de Brasília.

O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, anunciou que pretende tornar as escolas uma referência cultural para cada cidade: “Encontramos um governo desorganizado, mas estamos fazendo uma bela festa. Vamos discutir uma política de carnaval com um centro de formação profissional onde se aprende, por exemplo, a costurar ou tocar um instrumento musical”, afirmou.

O secretário de Cultura, Hamilton Pereira, destacou a importância da festa para o brasiliense e avaliou como positiva a ação de apoio do GDF às escolas de samba, que nunca tiveram a atenção merecida: “Esse foi o carnaval da paz. Uma bela folia, muito satisfatória para as condições que a gente encontrou o governo”.

A organização do carnaval foi elogiada pelo presidente da União das Escolas de Samba de Brasília, Geomar Leite, conhecido como Pará. “Foi um carnaval maravilhoso, as escolas sentiram-se reconhecidas pelo atual governo que nos ofereceu todas as condições para a realização de um grande festa”, disse.

Grupo Especial

O Ceilambódromo vibrou nesta terça-feira com a passagem das escolas Acadêmicos da Asa Norte, Aruremas (Recanto das Emas), Águia Imperial (Ceilândia), Aruc (Cruzeiro), Bola Preta (Sobradinho) e Mocidade do Gama. A escola que trouxe o maior número de carnavalescos para a avenida foi a Águia Imperial, da Ceilândia, com 1.200 pessoas.

Estatísticas

Para a realização do carnaval de Brasília foram destinados R$ 8,38 milhões para agremiações e estrutura do Carnaval. Ao todo, foram destinados R$ 3,4 milhões para o financiamento da estrutura: Ceilambódromo (R$ 2,4 milhões), Gran Folia (R$ 500 mil) e infraestrutura para blocos (R$ 500 mil). Para os shows, foram repassados R$ 4,98 milhões: Gran Folia (R$ 250 mil), escolas de samba (R$ 3,57 milhões), blocos tradicionais (R$ 960 mil) e grupos de enredo (R$ 200 mil).

Publicada em 2011